• Pedro Rafael Barata
  • prtbarata@gmail.com
  • O objectivo deste Blog não é mais do que uma "Montra Pessoal" de vinhos provados. Visitem e Comentem!
  • Caro Produtor, se tem interesse em divulgar os seus vinhos no Blog Os Vinhos, clique aqui!
  •     
        
  • RSS







Todos os Vinhos Provados no Blog Os Vinhos (4440)
Todos os Vinhos Provados em Eventos de Provas de Vinhos (3604)

domingo, 3 de setembro de 2017

Prova Vertical Pêra-Manca e Scala Coeli, duas faces da excelência - Parte II - os vinhos Pêra-Manca branco e tinto (Nov/2016)


No passado dia 12/11/2016 no Centro de Congressos da FIL – Junqueira em Lisboa, tiveram lugar Provas Verticais dos vinhos brancos e tintos Pêra-Manca e Scala Coeli, do Produtor Fundação Eugénio de Almeida, realizada no âmbito do Evento Encontro com o Vinhos e com os Sabores 2016, organizado pela entidade Revista de Vinhos.

Na 2ª Parte deste Evento teve lugar uma Prova Vertical dos vinhos Pêra Manca branco e tinto.

Prova comentada pelo Enólogo Pedro Baptista.


Pêra-Manca 2001 (Branco)

Região: DOC Alentejo
Castas: Antão Vaz e Arinto
Produtor: Fundação Eugénio de Almeida
Álcool: 13.5%
Enólogo: Colaço do Rosário e Pedro Baptista
Nota de Prova: Apresenta uma cor dourada e um nariz fino e muito elegante, onde os aromas de fruta já bem madura se misturam com diversos frutos secos e com uma delicada sensação fumada e tostada, formando um conjunto delicadamente evoluído mas cheio de complexidade, na boca surpreende pela acidez apresentada, com um volume intenso e um paladar rico em frutos secos e notas de madeira, o final de boca termina longo e com uma persistência ímpar.
Classificação Pessoal: 17.5
Pêra-Manca 2009 (Branco)

Região: DOC Alentejo
Castas: Antão Vaz e Arinto
Produtor: Fundação Eugénio de Almeida
Álcool: 13.5%
Enólogo: Pedro Baptista
Nota de Prova: Cor amarela intensa com laivos dourados, no nariz destacam-se os aromas de fruta madura acompanhados por um leve toque melado e mineral, num fundo mais especiado, na boca é um vinho untuoso e seco, revelando uma interessante frescura e estrutura e uma bela acidez, no paladar realce para a qualidade da fruta envolvida por breves notas especiadas e tostadas, o final de boca termina com um comprimento médio/longo.
Classificação Pessoal: 17
Pêra-Manca 2013 (Branco)

Região: DOC Alentejo
Castas: Antão Vaz e Arinto
Produtor: Fundação Eugénio de Almeida
Álcool: 13.5%
Enólogo: Pedro Baptista
Nota de Prova: Apresenta uma cor amarela intensa e brilhante, com um nariz rico em notas minerais e de tosta envolvidas por uma leve sensação fumada, num fundo agradavelmente frutado e até citrino, na boca é um vinho envolvente e fresco, além de complexo e elegante, no paladar sobressai o casamento fruta/barrica, além de breves notas minerais, com o final de boca a terminar de um forma muito prolongada e persistente.
Classificação Pessoal: 17.5
Pêra-Manca 2014 (Branco)

Região: DOC Alentejo
Castas: Antão Vaz e Arinto
Produtor: Fundação Eugénio de Almeida
Álcool: 13.5%
Enólogo: Pedro Baptista
Nota de Prova: Cor amarela citrina e nariz muito jovem, com os aromas de fruta bem misturados com uma certa mineralidade e tosta, num fundo mais citrino e até vegetal, na boca apresenta-se um vinho fresco, equilibrado, estruturado e com uma acidez vibrante, com um paladar dominado pela fruta madura e por notas de barrica muito bem acompanhadas por um delicado toque citrino, o final de boca termina de uma forma ligeiramente acima da média.
Classificação Pessoal: 16.5
400 - Pêra-Manca 2001 (Tinto)Pêra-Manca 2001 (Tinto)

Região: DOC Alentejo
Castas: Trincadeira e Aragonez
Produtor: Fundação Eugénio de Almeida
Álcool: 13.5%
Enólogo: Colaço do Rosário e Pedro Baptista
Nota de Prova: Cor granada de tonalidade acastanhada, o nariz revela aromas evoluídos de fruta em passa, misturados com algum couro e madeira velha, num fundo mais terroso e especiado, na boca é um vinho elegante, ligeiramente seco e com uma estrutura muito interessante, no paladar é notória a sua evolução e complexidade, com a madeira e as especiarias dominantes e muito bem secundadas pela fruta já bem madura, o final de boca termina longo e muito harmonioso.
Classificação Pessoal: 17.5
Pêra-Manca 2007 (Tinto)

Região: DOC Alentejo
Castas: Trincadeira e Aragonez
Produtor: Fundação Eugénio de Almeida
Álcool: 14%
Enólogo: Pedro Baptista
Nota de Prova: Apresenta uma cor granada intensa e um nariz cheio de fruta madura vermelha e do bosque, além de breves notas apimentadas e muito especiadas aliadas a um quase imperceptivel toque de couro, na boca é um vinho elegante, estruturado e envolvente, com taninos aguerridos, revela um paladar onde a fruta vermelha domina e está muito bem acompanhada pela barrica e por diversas notas especiadas, o final de boca termina de uma forma prolongada e persistente.
Classificação Pessoal: 17
Pêra-Manca 2008 (Tinto)

Região: DOC Alentejo
Castas: Trincadeira e Aragonez
Produtor: Fundação Eugénio de Almeida
Álcool: 15%
Enólogo: Pedro Baptista
Nota de Prova: Cor rubi profunda no centro e auréola de tonalidade granada, o nariz revela elegantes aromas de fruta vermelha fresca, além de diversas especiarias e um ligeiro toque balsâmico e apimentado, na boca é um vinho muito jovem, além de volumoso e encorpado, evidenciando a fineza e ao mesmo tempo firmeza dos taninos, no paladar é um vinho muito frutado, harmonioso e envolvente, com a madeira a revelar uma bem interessante elegância, o final de boca termina de uma forma prolongada e agradavelmente persistente.
Classificação Pessoal: 17.5
Pêra-Manca 2011 (Tinto)

Região: DOC Alentejo
Castas: Trincadeira e Aragonez
Produtor: Fundação Eugénio de Almeida
Álcool: 15%
Enólogo: Pedro Baptista
Nota de Prova: Apresenta uma cor rubi densa e profunda no centro e uma auréola de tonalidade granada e violácea, no nariz destacam-se os aromas de frutos silvestres mas também de fruta vermelha, agradavelmente envolvidos por breves notas balsâmicas e especiadas, fumadas e até vegetais, na boca é um vinho muito elegante, encorpado e volumoso, com taninos sedodos e um paladar amplamente dominado pela fruta preta e por breves notas especiadas e de barrica, esta de grande qualidade, o final de boca termina de uma forma notável, quer no comprimento, quer em termos de persistência.
Classificação Pessoal: 18

Etiquetas: