• Pedro Rafael Barata
  • prtbarata@gmail.com
  • O objectivo deste Blog não é mais do que uma "Montra Pessoal" de vinhos provados. Visitem e Comentem!
  • Caro Produtor, se tem interesse em divulgar os seus vinhos no Blog Os Vinhos, clique aqui!
  •     
        
  • RSS







Todos os Vinhos Provados no Blog Os Vinhos (4440)
Todos os Vinhos Provados em Eventos de Provas de Vinhos (3604)

domingo, 31 de janeiro de 2016

3904 - Dory 2013 (Branco)



Região: Regional Lisboa
Castas: Arinto, Viognier e Fernão Pires
Produtor: Adega Mãe - Sociedade Agrícola, Lda
Preço: Entre 2€ e 4€
Álcool: 13%
Enólogo: Anselmo Mendes e Diogo Lopes
Notas de Prova: Cor amarela delicada e nariz agradavelmente marcado pelos aromas florais e de citrinos, bem como subtis notas minerais e vegetais, na boca é um vinho fresco e algo seco, com uma acidez correcta e um paladar dominado pelas sugestões limonadas e minerais, acompanhadas por alguma fruta madura e por um leve toque vegetal, termina com um comprimento e uma persistência de expressão relativamente curta.

Classificação Pessoal: ......................................15
• Data da Prova: Março 2015

Classificação Wine - Essência do Vinho: .............14.5
• Data da Revista: Março 2015 / Abril 2015

Classificação Revista dos Vinhos: ......................15.5
• Data da Revista: Agosto 2014

Classificação Revista dos Vinhos: ......................15.5
• Data da Revista: Julho 2014

Rótulo: Arinto, Viognier e Fernão Pires. Aroma intenso, vibrante e mineral. Frescura atlântica. 10ºC. Enólogo: Anselmo Mendes e Diogo Lopes.

Etiquetas: , , , , , ,

Prova de Vinhos O Mundo da Penfolds (Nov/2015)


No passado dia 01/11/2015 no Centro de Congressos da FIL – Junqueira em Lisboa, teve lugar uma Prova de Vinhos da prestigiada marca Penfolds, realizada no âmbito do Evento Encontro com o Vinhos e com os Sabores 2015, organizado pela entidade Revista de Vinhos.

Prova comentada pelo Brand Ambassador da Penfolds Samuel Stephens e Ricardo Vales da Vinalda.


Penfolds Bin 51 Eden Valley Riesling 2014 (Branco)

Região: Austrália
Castas:
Riesling
Produtor: Penfolds Wines
Álcool: 12.5%
Enólogo: Peter Gago
Nota de Prova: Cor amarela límpida e nariz muito floral e limonado, além de sugerir citrinos bem maduros e aromas de fruta tropical, bem como um ligeiro mas típico toque apetrolado, na boca revela uma bela acidez e um paladar algo seco mas expressivo, onde a fruta tropical está dominante e muito bem acompanhada por breves notas florais, o final de boca termina agradavelmente persistente.
Classificação Pessoal: 16.5
Penfolds Bin 128 Coonawarra Shiraz 2012 (Tinto)

Região: Austrália
Castas:
Shiraz
Produtor: Penfolds Wines
Álcool: 14.5%
Enólogo: Peter Gago
Nota de Prova: Cor rubi intensa e nariz agradavelmente floral e rico em frutos vermelhos e do bosque, num fundo mais vegetal e algo terroso, na boca é um vinho jovem, muito equilibrado e com taninos presentes mas ao mesmo tempo elegantes, o paladar evidencia fruta vermelha madura e um ligeiro toque floral, bem como delicadas notas especiadas e de barrica, terminando de uma forma prolongada e relativamente persistente.
Classificação Pessoal: 16.5
Penfolds Bin 128 Coonawarra Shiraz 2002 (Tinto)

Região: Austrália
Castas:
Shiraz
Produtor: Penfolds Wines
Álcool: 14%
Enólogo: Peter Gago
Nota de Prova: Cor granada muito concentrada no centro e auréola de tonalidade acastanhada, o nariz evidencia fortes aromas terrosos e de couro, bem como alguma madeira velha e breves notas de tabaco, na boca é um vinho ligeiramente evoluído e apimentado, bem como agradavelmente complexo e bem preenchido por sugestões de fruta negra e madeira, o final de boca termina relativamente longo.
Classificação Pessoal: 16
Penfolds Bin 389 Cabernet & Shiraz 2010 (Tinto)

Região: Austrália
Castas:
Cabernet Sauvignon e Shiraz
Produtor: Penfolds Wines
Álcool: 14.5%
Enólogo: Peter Gago
Nota de Prova: Cor rubi intensa e nariz tostado e fumado, além de apresentar delicadas notas de ameixa, entre diversas frutas pretas, amoras e ainda breves nuances apimentadas e até vegetais, na boca é um vinho com estrutura e bem encorpado, onde revela um paladar mais especiado do que frutado, aliado a sugestivas notas de barrica e um leve toque mineral, o final de boca termina longo e muito persistente.
Classificação Pessoal: 17
Penfolds Bin 389 Cabernet & Shiraz 2009 (Tinto)

Região: Austrália
Castas:
Cabernet Sauvignon e Shiraz
Produtor: Penfolds Wines
Álcool: 14.5%
Enólogo: Peter Gago
Nota de Prova: Cor rubi intensa e nariz cheio de fruta bem madura e notas vegetais, além de alguma menta e subtis nuances de chocolate, num fundo mais apimentado e delicadamente tostado, na boca é um vinho envolvente e complexo, onde a fruta preta e breves notas de barrica revelam uma ligação notável, no paladar destaca-se ainda um leve toque terroso e vegetal seco, bem como complexas notas de cacau e especiarias muito finas, o final de boca termina com um comprimento longo e uma enorme persistência.
Classificação Pessoal: 17.5
Penfolds Bin 407 Cabernet Sauvignon 2010 (Tinto)

Região: Austrália
Castas:
Cabernet Sauvignon
Produtor: Penfolds Wines
Álcool: 14.5%
Enólogo: Peter Gago
Nota de Prova: Apresenta uma cor intensa de tonalidade avermelhada, com o nariz a evidenciar notas de pimento e pimenta, acompanhadas por alguma fruta vermelha e breves sugestões de especiarias e barrica, na boca é um vinho encorpado e harmonioso, com a fruta muito bem envolvida com a barrica e com evidentes notas vegetais e apimentadas, num fundo mais terroso, o final de boca termina de uma forma prolongada.
Classificação Pessoal: 17
Penfolds Bin 407 Cabernet Sauvignon 2009 (Tinto)

Região: Austrália
Castas:
Cabernet Sauvignon
Produtor: Penfolds Wines
Álcool: 14.5%
Enólogo: Peter Gago
Nota de Prova: Cor rubi muito concentrada e nariz fino, delicado e ao mesmo tempo complexo, apresentando ainda fortes aromas de cassis e ameixa, bem como alguma pimenta e ainda um leve toque vegetal seco, na boca é um vinho encorpado e elegante, com taninos finos e uma estrutura bem vincada, o paladar revela-se apimentado e cheio de fruta preta, acompanhados por um ligeiro toque de barrica e também uma breve sensação vegetal, o final de boca termina de uma forma prolongada.
Classificação Pessoal: 17
Penfolds RWT Barossa Valley Shiraz 2008 (Tinto)

Região: Austrália
Castas:
Shiraz
Produtor: Penfolds Wines
Álcool: 14.5%
Enólogo: Peter Gago
Nota de Prova: Apresenta uma bonita cor rubi muito intensa e concentrada no centro, com laivos avermelhados e ligeiramente violetas, o nariz apresenta-se cheio de aromas de fruta vermelha e notas florais, agradavelmente envolvidos por sugestivas notas de barrica, um breve toque fumado e ainda finas especiarias e nuances terrosas, formando um conjunto complexo, muito elegante e cativante, na boca é um vinho muito elegante e fino, onde a fruta madura e as breves notas especiadas combinam na perfeição com um ligeiro floral e breves notas de chocolate, num fundo dominado pela barrica de grande qualidade, o final de boca termina bem prolongado e com uma enorme persistência.
Classificação Pessoal: 18
Penfolds RWT Barossa Valley Shiraz 1999 (Tinto)

Região: Austrália
Castas:
Shiraz
Produtor: Penfolds Wines
Álcool: 13.5%
Enólogo: Peter Gago
Nota de Prova: Cor granada intensa e nariz rico em aromas de couro, breves notas de especiarias e ainda algum vegetal seco, bem como um delicado toque terroso muito bem envolvido com a fruta negra, na boca é um vinho de fino recorte, com uma envolvência notável e um paladar amplamente dominado pela fruta negra e pela barrica de grande qualidade, revela delicadas notas de flores secas breves nuances especiadas, terminando com um final de boca longo e persistente.
Classificação Pessoal: 17
Penfolds Grange Shiraz 2002 (Tinto)

Região: Austrália
Castas:
Shiraz e Cabernet Sauvignon
Produtor: Penfolds Wines
Álcool: 14.5%
Enólogo: Peter Gago
Nota de Prova: Apresenta uma cor rubi de tonalidade granada, o nariz sugere aromas de especiarias e amoras bem maduras, bem como algum chocolate e breves nuances de ameixas secas, num fundo mais tostado e apimentado, na boca é um vinho de uma elegância notável, muito volumoso e encorpado, com um paladar rico em fruta negra e notas de couro e especiarias, além de fazer lembrar algum cacau e subtis nuances de vegetal seco, o final de boca termina longo e muito persistente.
Classificação Pessoal: 17.5

Etiquetas:

sábado, 30 de janeiro de 2016

3903 - Adega Mãe Cabernet Sauvignon 2012 (Tinto)



Região: Regional Lisboa
Castas: Cabernet Sauvignon
Produtor: Adega Mãe - Sociedade Agrícola, Lda
Preço: Entre 4€ e 7.5€
Álcool: 14%
Enólogo: Anselmo Mendes e Diogo Lopes
Notas de Prova: Apresenta uma cor rubi profunda e um nariz rico em aromas especiados e de pimentos, agradavelmente acompanhados por alguma fruta vermelha e delicadas notas tostadas, na boca é um vinho elegante, equilibrado e fresco, além de muito jovem e com taninos firmes, revela um paladar muito frutado e tostado, bem como apimentado e até vegetal, o final de boca termina com um comprimento médio/longo.

Classificação Pessoal: ......................................16
• Data da Prova: Março 2015

Classificação Revista dos Vinhos: ......................16.5
• Data da Revista: Janeiro 2015

Rótulo: A mais internacional das castas tintas, encontra nas vinhas da região de Lisboa um terroirde excelência. Este Cabernet Sauvignon Adega Mãe, é um vinho profundo, com notas silvestres e com 10 meses de estágio em barricas de carvalho francês e americano. Enólogos: Anselmo Mendes e Diogo Lopes.

Etiquetas: , , , , ,

3902 - Adega Mãe Sauvignon Blanc 2013 (Branco)



Região: Regional Lisboa
Castas: Sauvignon Blanc
Produtor: Adega Mãe - Sociedade Agrícola, Lda
Preço: Entre 4€ e 7.5€
Álcool: 13%
Enólogo: Anselmo Mendes e Diogo Lopes
Notas de Prova: Apresenta uma cor citrina e um nariz algo complexo, com delicadas aromas vegetais e de fruta tropical madura misturados com breves notas de pimentos, na boca é um vinho correcto, com uma acidez mediana e um paladar frutado e cítrico, revelando ainda sugestivas notas vegetais, termina com um final de boca de comprimento médio.

Classificação Pessoal: ......................................15
• Data da Prova: Abril 2015

Classificação Wine - Essência do Vinho: .............15.5
• Data da Revista: Março 2015 / Abril 2015

Classificação Revista dos Vinhos: ......................16
• Data da Revista: Agosto 2014

Rótulo: O Sauvignon Blanc é uma das mais expressivas castas do mundo. Cheio de intensidade e frescura, este Sauvignon Blanc Adega Mãe é um vinho original, com mistura de aromas vegetais, ligeiro tropical e acidez atlântica. Enólogos: Anselmo Mendes e Diogo Lopes.

Etiquetas: , , , , ,

sexta-feira, 29 de janeiro de 2016

3901 - Dory 2012 (Tinto)



Região: Regional Lisboa
Castas: Syrah e Aragonez
Produtor: Adega Mãe - Sociedade Agrícola, Lda
Preço: Entre 2€ e 4€
Álcool: 13.5%
Enólogo: Anselmo Mendes e Diogo Lopes
Notas de Prova: Cor rubi intensa e nariz agradavelmente preenchido por aromas de fruta preta e delicadas notas de especiarias, envolvidas por um sugestivo toque balsâmico e levemente apimentado, na boca é um vinho equilibrado, guloso até, com uma estutura mediana e taninos com alguma firmeza, no paladar a fruta madura é claramente dominadora e está muito bem apoiada por leves sugestões tostadas e especiadas, o final de boca revela um comprimento e uma persistência agradáveis.

Classificação Pessoal: ......................................15.5
• Data da Prova: Março 2015

Classificação Revista dos Vinhos: ......................16
• Data da Revista: Janeiro 2015

Rótulo: Syrah e Aragonez. Vinho intenso com notas de fruta preta e de especiarias. 16ºC. Enólogo: Anselmo Mendes e Diogo Lopes.

Etiquetas: , , , , ,

3900 - Adega Mãe Merlot 2012 (Tinto)



Região: Regional Lisboa
Castas: Merlot
Produtor: Adega Mãe - Sociedade Agrícola, Lda
Preço: Entre 4€ e 7.5€
Álcool: 15.5%
Enólogo: Anselmo Mendes e Diogo Lopes
Notas de Prova: Cor rubi intensa e nariz rico em fruta vermelha madura e notas de chocolate, bem como delicados aromas apimentados e de tosta, na boca é um vinho vigoroso, encorpado e com taninos firmes, revela um paladar elegante, claramente dominado pela fruta negra e por notas vegetais e algum pimento, num fundo mais especiado e bem preenchido pelas notas de barrica, o final de boca é algo seco e relativamente prolongado.

Classificação Pessoal: ......................................16.5
• Data da Prova: Março 2015

Classificação Revista dos Vinhos: ......................16
• Data da Revista: Abril 2015

Classificação Revista dos Vinhos: ......................16
• Data da Revista: Janeiro 2015

Rótulo: Casta mundialmente reconhecida por fazer vinhos de grande complexidade, o Merlot Adega Mãe adaptou-se extraordinariamente bem às encostas da região de Lisboa. É um vinho muito rico, com notas de pimentão e de fruta vermelha. Fez estágio de 10 meses em barricas de carvalho francês. Enólogos: Anselmo Mendes e Diogo Lopes.

Etiquetas: , , , , ,

quinta-feira, 28 de janeiro de 2016

3899 - Adega Mãe Viosinho 2012 (Branco)



Região: Regional Lisboa
Castas: Viosinho
Produtor: Adega Mãe - Sociedade Agrícola, Lda
Preço: Entre 4€ e 7.5€
Álcool: 14%
Enólogo: Anselmo Mendes e Diogo Lopes
Notas de Prova: Cor amarela e nariz muito aromático e cheio de fruta, onde sobressaem os aromas de pêra e pêssegos, bem como alguma tropicalidade, na boca é um vinho agradável, muito fresco e com uma acidez interessante, conta com um paladar muito frutado e mineral e termina com um final de boca saboroso e de comprimento médio/alto.

Classificação Pessoal: ......................................16
• Data da Prova: Março 2015

Classificação Wine - Essência do Vinho: .............15
• Data da Revista: Março 2014 / Abril 2014

Classificação Revista dos Vinhos: ......................16.5
• Data da Revista: Julho 2013

Rótulo: A conjugação das características da casta Viosinho com o terroir onde estão as nossas vinhas, permitiu obter um vinho claramente original. Com uma mistura de notas vegetais e minerais, equilibradas por uma refrescante acidez, o Viosinho Adega Mãe é um vinho único. Enólogos: Anselmo Mendes e Diogo Lopes.

Etiquetas: , , , , ,

3898 - Monte da Ravasqueira Syrah & Viognier 2012 (Tinto)



Região: Regional Alentejo
Castas: Syrah e Viognier
Produtor: Sociedade Agrícola D. Diniz, S.A.
Preço: Entre 12.5€ e 15€
Álcool: 13.5%
Enólogo: Pedro Pereira Gonçalves e Vasco Rosa Santos
Notas de Prova: Cor rubi no centro e auréola de forte tonalidade violeta, o nariz apresenta frescos aromas de frutos vermelhos, envolvidos por delicadas notas de tosta e chocolate, na boca é um vinho guloso, harmonioso e marcado por uma frescura sempre presente, no paladar a fruta continua dominante, bem como um certo alicorado e breves notas vegetais e de escpeciarias, termina com um final de boca relativamente persistente.

Classificação Pessoal: ......................................16
• Data da Prova: Abril 2015

Classificação Wine - Essência do Vinho: .............17
• Data da Revista: Maio 2016 / Junho 2016

Classificação Revista dos Vinhos: ......................16
• Data da Revista: Dezembro 2014

Classificação Wine - Essência do Vinho: .............17
• Data da Revista: Novembro 2014 / Dezembro 2014

Rótulo: Syrah 97%, Viognier 3% MR, resultou de uma selecção de cepas de várias zonas de 2 blocos de vinha. As uvas brancas Viognier fermentaram juntamente com o Syrah com o objectivo de transmitir frescura, elegância e maior longevidade. Estagiou 18 meses em barricas novas de Carvalho Francês e Americano. Produção: 3374 garrafas. Este vinho procura transmitir a singularidade da vinha que lhe deu origem através de uma enologia e viticultura inovadoras e singulares.

Etiquetas: , , , , ,

quarta-feira, 27 de janeiro de 2016

3897 - Monte da Ravasqueira Touriga Franca 2012 (Tinto)



Região: Regional Alentejo
Castas: Touriga Franca
Produtor: Sociedade Agrícola D. Diniz, S.A.
Preço: Entre 12.5€ e 15€
Álcool: 13%
Enólogo: Pedro Pereira Gonçalves e Vasco Rosa Santos
Notas de Prova: Apresenta uma cor rubi intensa e muito concentrada, com um nariz rico em fruta preta e vermelha madura, além de evidentes notas minerais e fumadas, pimenta e também baunilha, num fundo agradavelmente especiado, na boca é um vinho equilibrado, com taninos firmes e um paladar marcado pela fruta madura e breves notas vegetais e até minerais, terminando com um final de boca de comprimento médio/longo.

Classificação Pessoal: ......................................16
• Data da Prova: Março 2015

Classificação Vinho Grandes Escolhas: ..............17
• Data da Revista: Agosto 2017

Classificação Wine - Essência do Vinho: .............16
• Data da Revista: Maio 2016 / Junho 2016

Classificação Wine - Essência do Vinho: .............16
• Data da Revista: Maio 2015 / Junho 2015

Classificação Revista dos Vinhos: ......................16
• Data da Revista: Dezembro 2014

Rótulo: Touriga Franca MR, resultou de uma selecção de cepas de várias zonas de 2 blocos de vinha. Procurou-se nestas zonas maior concentração, frescura e elegância. Estagiou 18 meses em barricas novas de Carvalho Francês. Produção: 3269 garrafas. Este vinho procura transmitir a singularidade da vinha que lhe deu origem através de uma enologia e viticultura inovadoras e singulares.

Etiquetas: , , , , ,

Prova do Moscatel Alambre Moscatel Roxo de Setúbal 2010 (Out/2015)


No passado dia 30/10/2015, realizei uma Prova do Moscatel Alambre Moscatel Roxo de Setúbal 2010 do produtor José Maria da Fonseca Vinhos, S.A. da região de Península de Setúbal.

Gostaria de deixar aqui uma palavra de agradecimento ao produtor José Maria da Fonseca Vinhos, S.A. pelo interesse demonstrado em divulgar os seus vinhos no Blog Os Vinhos.

Alambre Moscatel Roxo de Setúbal 2010 (Moscatel)

Região: DOC Península de Setúbal
Castas:
Moscatel Roxo
Produtor: José Maria da Fonseca Vinhos, S.A.
Álcool: 17.5%
Enólogo: Domingos Soares Franco
Nota de Prova: Apresenta uma bonita e brilhante cor intensa de tonalidade âmbar, o nariz evidencia expressivos aromas de tangerina, além de breves notas de citrinos e um ligeiro toque melado, na boca é um vinho aveludado e volumoso, com uma bela acidez e um paladar frutado e rico em notas de mel e breves apontamentos de frutos secos, o final de boca é longo e relativamente persistente.
Classificação Pessoal: 16.5

Etiquetas:

terça-feira, 26 de janeiro de 2016

3896 - Monte da Ravasqueira Reserva 2013 (Branco)



Região: Regional Alentejo
Castas: Viognier e Alvarinho
Produtor: Sociedade Agrícola D. Diniz, S.A.
Preço: Entre 10€ e 12.5€
Álcool: 12.5%
Enólogo: Pedro Pereira Gonçalves e Vasco Rosa Santos
Notas de Prova: Cor citrina e nariz agradavelmente frutado, bem como limonado e algo vegetal e especiado, na boca é um vinho muito bem equilibrado, com uma bela acidez e uma vivacidade bem interessante, conta com um paladar dominado pela fruta tropical e por sugestivas notas vegetais e cítricas, num fundo delicadamente mineral e tostado, termina com um final de boca de comprimento médio/alto.

Classificação Pessoal: ......................................16
• Data da Prova: Maio 2015
Classificação Pessoal: ......................................16
• Data da Prova: Abril 2015

Classificação Paixão pelo Vinho - Wine Passion: .16.5
• Data da Revista: Outubro 2015 / Novembro 2015

Classificação Wine - Essência do Vinho: .............16
• Data da Revista: Março 2015 / Abril 2015

Classificação Revista dos Vinhos: ......................16.5
• Data da Revista: Agosto 2014

Classificação Revista dos Vinhos: ......................17
• Data da Revista: Agosto 2013

Rótulo: MR Reserva Branco é um blend de 2 castas provenientes das parcelas que mais se destacaram na vinha MR. Viognier (60%) e Alvarinho (40%) foram as castas que em 2013 apresentaram maior frescura e exuberância, características essências desta gama Reserva. 60% do lote estagiou em barricas de Carvalho Francês.

Etiquetas: , , , , ,

3895 - Monte da Ravasqueira Alvarinho 2012 (Branco)



Região: Regional Alentejo
Castas: Alvarinho
Produtor: Sociedade Agrícola D. Diniz, S.A.
Preço: Entre 10€ e 12.5€
Álcool: 12%
Enólogo: Pedro Pereira Gonçalves e Vasco Rosa Santos
Notas de Prova: Apresenta uma cor citrina e um nariz delicado, onde os aromas minerais e cítricos se misturam com alguma fruta e breves sugestões vegetais, na boca é um vinho algo seco, com uma acidez bem presente e um paladar dominado por uma forte componente mineral, agradavelmente apoiada por subtis apontamentos limonados e vegetais, termina com um final de boca saboroso e de comprimento mediano.

Classificação Pessoal: ......................................15.5
• Data da Prova: Março 2015

Classificação Wine - Essência do Vinho: .............16
• Data da Revista: Outubro 2013 / Dezembro 2013

Classificação Revista dos Vinhos: ......................16
• Data da Revista: Setembro 2013

Classificação Revista dos Vinhos: ......................16
• Data da Revista: Agosto 2013

Rótulo: Alvarinho MR, é proveniente de uma zona específica da vinha MR que em 2012 apresentou maior carácter varietal. Intensidade, frescura e mineralidade fazem deste alvarinho ummonovarietal invulgar e único na região onde se insere. Produção: 3460 garrafas. Feito com uvas de uma zona selecionada e específica da vinha, a casta mantém toda a sua identidade de origem.

Etiquetas: , , , , ,

segunda-feira, 25 de janeiro de 2016

3894 - Monte da Ravasqueira NA Nero d'Avola 2012 (Tinto)



Região: Regional Alentejo
Castas: Nero d'Avola
Produtor: Sociedade Agrícola D. Diniz, S.A.
Preço: Entre 12.5€ e 15€
Álcool: 13.5%
Enólogo: Pedro Pereira Gonçalves e Vasco Rosa Santos
Notas de Prova: Apresenta uma cor rubi de tonalidade avermelhada, o nariz sugere frescos aromas florais e de fruta vermelha acompanhados por breves notas especiadas e de pimenta, na boca é um vinho muito equilibrado, de volume médio e taninos redondos, conta com um paladar bem frutado, agradavelmente envolvido por delicadas sugestões vegetais e termina com um final de boca de comprimento e persistência acima da média.

Classificação Pessoal: ......................................16
• Data da Prova: Maio 2015

Classificação Wine - Essência do Vinho: .............17
• Data da Revista: Maio 2016 / Junho 2016

Classificação Revista dos Vinhos: ......................16
• Data da Revista: Dezembro 2014

Rótulo: MR NA encontrou no terroir da Ravasqueira condições favoráveis de adaptação. Proveniente de uma parcela de apenas 0,38ha este vinho expressa, de forma característica, a complexidade e a estrutura da casta que lhe dá origem. Produção: 3298 garrafas. No terroir do Monte da Ravasqueira esta casta italiana procura manter todo o seu carácter de origem.

Etiquetas: , , , , ,

domingo, 24 de janeiro de 2016

3893 - Monte da Ravasqueira Vinha das Romãs 2012 (Tinto)



Região: Regional Alentejo
Castas: Touriga Franca e Syrah
Produtor: Sociedade Agrícola D. Diniz, S.A.
Preço: Entre 15€ e 20€
Álcool: 14.5%
Enólogo: Pedro Pereira Gonçalves e Vasco Rosa Santos
Notas de Prova: Cor rubi intensa no centro e auréola de tonalidade violeta, o nariz sugere aromas de frutos silvestres e vermelhos agradavelmente misturados com diversas notas de especiarias e um delicado toque tostado e até mineral, na boca é um vinho muito equilibrado e jovem, com uma interessante complexidade, taninos redondos e um volume acima da média, no paladar a fruta madura está bem presente e muito bem integrada com a madeira, além de evidenciar delicados apontamentos especiados e fumados, termina com um final de boca de comprimento e persistência de expressão média/alta.

Classificação Pessoal: ......................................16
• Data da Prova: Fevereiro 2015

Classificação Revista dos Vinhos: ......................17
• Data da Revista: Novembro 2015

Classificação Revista dos Vinhos: ......................17
• Data da Revista: Dezembro 2014

Classificação Wine - Essência do Vinho: .............18
• Data da Revista: Novembro 2014 / Dezembro 2014

Classificação Revista dos Vinhos: ......................17
• Data da Revista: Agosto 2013

Rótulo: Distintas pela concentração e elegância, as uvas do Vinha das Romãs tornaram-se icon do Monte da Ravasqueira dando origem todos os anos a um blend de Touriga Franca e Syrah em proporções diferentes. Estagiou 20 meses em barricas novas de Carvalho Francês.

Etiquetas: , , , , ,

Prova Vertical do Vinho Tinto Quinta do Javali Old Vines no Restaurante Tendinha (Out/2015)


No passado dia 14/10/2015, realizou-se uma Prova Vertical do Vinho Tinto Quinta do Javali Old Vines, do produtor Quinta do Javali da região do Douro, através da organização e convite de Rui Lourenço Pereira, responsável da Distribuidora QWG Unipessoal, Lda. Durante o jantar e respectiva Prova de Vinhos estiveram presentes os Bloggers :
- Pedro Rafael Barata (Blog Os Vinhos)
- Rui Lourenço Pereira (Blog Art meets Bacchus)
- Carlos Janeiro (Blog Comer, Beber e Lazer)
- Francisco Damião de Brito (Blog Vinho do Porto Vintage).

Esta prova foi efectuada com a degustação das últimas 7 colheitas: 2005, 2007, 2008, 2009, 2010, 2011 e 2012.


Quinta do Javali Old Vines 2005 (Tinto)

Região: DOC Douro
Castas:
Tinta Roriz, Touriga Franca, Tinto Cão, Touriga Nacional e Vinhas Velhas
Produtor: Quinta do Javali
Álcool: 15%
Enólogo: António Mendes
Nota de Prova: Cor granada muito carregada e nariz rico em aromas de fruta vermelha madura, acompanhados por delicados toques fumados e especiados além de subtis nuances terrosas, na boca mostra-se um vinho elegante, muito volumoso e encorpado, com taninos elegantes e um paladar rico em fruta preta e notas de especiarias e de barrica, tudo muito bem envolvido e em harmonia, o final de boca termina com um comprimento longo.
Classificação Pessoal: 17.5
Quinta do Javali Old Vines 2007 (Tinto)

Região: DOC Douro
Castas:
Tinta Roriz, Touriga Franca, Tinto Cão, Touriga Nacional e Vinhas Velhas
Produtor: Quinta do Javali
Álcool: 14.5%
Enólogo: António Mendes
Nota de Prova: Apresenta uma cor praticamente opaca no centro e um rebordo avermelhado, o nariz evidencia uma complexidade notável, com a fruta preta e a barrica de grande qualidade a revelarem uma harmonia fantástica, num fundo mais especiado e ligeiramente balsâmico e mineral, na boca revela um carácter único, bem como um volume incrível, onde se destaca a sua elegância e fineza, ao mesmo tempo que evidencia complexidade, no paladar destacam-se as notas de barrica, de grande qualidade, muito bem envolvidas pela fruta preta e por alguma mineralidade, o final de boca termina de uma forma muito prolongada e com uma persistência notável.
Classificação Pessoal: 18.5
Quinta do Javali Old Vines 2008 (Tinto)

Região: DOC Douro
Castas:
Tinta Roriz, Touriga Franca, Tinto Cão, Touriga Nacional e Vinhas Velhas
Produtor: Quinta do Javali
Álcool: 14.5%
Enólogo: António Mendes
Nota de Prova: Apresenta uma cor rubi intensa e um nariz rico em fruta vermelha muito madura envolvida por delicadas notas minerais e terrosas, num fundo mais especiado e onde a barrica está bem presente, na boca é um vinho elegante e complexo, com taninos firmes e um paladar cheio de fruta vermelha e notas minerais, tudo agradavelmente envolvido pela barrica de qualdade, o final de boca termina de uma forma prolongada.
Classificação Pessoal: 17
Quinta do Javali Old Vines 2009 (Tinto)

Região: DOC Douro
Castas:
Tinta Roriz, Touriga Franca, Tinto Cão, Touriga Nacional e Vinhas Velhas
Produtor: Quinta do Javali
Álcool: 14%
Enólogo: António Mendes
Nota de Prova: Cor densa e profunda de tonalidade avermelhada, o nariz sugere imensos aromas de fruta preta madura e delicadas notas balsâmicas, misturadas com um ligeiro toque floral e diversos apontamentos especiados, na boca é um vinho volumoso, encorpado e envolvente, onde revela um paladar cheio de fruta negra e especiarias, além de breves nuances tostadas e minerais, o final de boca termina muito longo e com grande persistência.
Classificação Pessoal: 17.5
Quinta do Javali Old Vines 2010 (Tinto)

Região: DOC Douro
Castas:
Tinta Roriz, Touriga Franca, Tinto Cão, Touriga Nacional e Vinhas Velhas
Produtor: Quinta do Javali
Álcool: 14.5%
Enólogo: António Mendes
Nota de Prova: Cor densa e de forte tonalidade rubi, o nariz sugere elegantes aromas de frutos negros, notas de especiarias e e um delicado toque de chocolate e até algum couro, num fundo onde é notória a elegância da barrica e uma certa mineralidade, na boca é um vinho estruturado, com taninos firmes e um paladar cheio de fruta madura e diversas notas especiadas, apimentadas e até algo terrosas, que combinam na perfeição com a barrica, o final de boca é prolongado e persistente.
Classificação Pessoal: 17
Quinta do Javali Old Vines 2011 (Tinto)

Região: DOC Douro
Castas:
Tinta Roriz, Touriga Franca, Tinto Cão, Touriga Nacional e Vinhas Velhas
Produtor: Quinta do Javali
Álcool: 14.5%
Enólogo: António Mendes
Nota de Prova: Apresenta uma cor rubi intensa e muito concetrada no centro, quase opaca, no nariz destacam-se os elegantes aromas de fruta vermelha e notas florais misturadas com um leve toque vegetal e mineral, num fundo mais especiado e onde a barrica evidencia toda a sua complexidade, na boca é um vinho fino, com taninos firmes mas sedosos e um corpo volumoso e envolvente, revela um paladar muito bem preenchido por sugestões de fruta negra e diversas especiarias, além de subtis apontamentos da madeira, o final de termina de uma forma muito prolongada e persistente.
Classificação Pessoal: 18
Quinta do Javali Old Vines 2012 (Tinto)

Região: DOC Douro
Castas:
Tinta Roriz, Touriga Franca, Tinto Cão, Touriga Nacional e Vinhas Velhas
Produtor: Quinta do Javali
Álcool: 14.5%
Enólogo: António Mendes
Nota de Prova: Cor profunda e muito concentrada no centro com um rebordo de tonalidade avermelhada, o nariz sugere exuberantes e finos aromas de frutos pretos acompanhados por delicadas notasde cacau e especiarias, num fundo dominado pela barrica e por breves apontamentos de couro, na boca é um vinho estruturado e elegante, além de harmonioso e sedoso, com o paladar a evidenciaa uma forte componente de fruta e barrica, o final de boca termina longo e muito persistente.
Classificação Pessoal: 17.5

Etiquetas:

sábado, 23 de janeiro de 2016

3892 - Reserva do Comendador 2013 (Branco)



Região: Regional Alentejo
Castas: Antão Vaz, Viognier e Verdelho
Produtor: Adega Mayor
Preço: Entre 12.5€ e 15€
Álcool: 13.5%
Enólogo: Paulo Laureano
Notas de Prova: Cor amarelo brilhante e nariz muito elegante, onde os aromas de fruta tropical madura se misturam com evidentes notas citrinas e tostadas, bem como sugestivos apontamentos minerais e de baunilha, na boca é um vinho cremoso, com uma bela acidez e uma estrutura convincente, revela um paladar rico em fruta madura e notas de barrica, num fundo mais mineral e até vegetal, terminando com um final de boca prolongado e persistência de bom nível.

Classificação Pessoal: ......................................16.5
• Data da Prova: Fevereiro 2016

Classificação Pessoal: ......................................17
• Data da Prova: Abril 2015

Classificação Revista dos Vinhos: ......................16
• Data da Revista: Abril 2015

Classificação Wine - Essência do Vinho: .............17
• Data da Revista: Janeiro 2015 / Fevereiro 2015

Rótulo: Os vinhos sonham-se e depois desenham-se. "Nas planícies de Campo Maior, crescem vinhas que dão origem a vinhos de carácter fresco e marcante. Foi neste ondulante dorso alentejano que o Arqº Siza Vieira desenhou o traço inconfundível desta Adega. Assim se desenha a paisagem, assim se sonham os vinhos que fazem desta uma Adega Mayor." Rui Nabeiro. De aroma intenso e envolvente com notas de fruta tropical madura, flor de laranjeira e mel. Na boca é untuoso e delicado, amplo e em perfeito equilíbrio com uma acidez vibrante que quase nos sugere casca de tangerina. Um conjunto sólido e sedoso que culmina num final marcante. 10-12ºC. Antão Vaz, Viognier e Verdelho.

Etiquetas: , , , , , ,

sexta-feira, 22 de janeiro de 2016

3891 - Herdade da Pimenta Grande Escolha 2011 (Tinto)



Região: Regional Alentejo
Castas: Touriga Nacional, Touriga Franca e Syrah
Produtor: Casa Agrícola Alexandre Relvas, Lda
Preço: Entre 15€ e 20€
Álcool: 14.5%
Enólogo: Luís Duarte e Nuno Franco
Notas de Prova: Cor granada intensa e muito concentrada no centro e uma auréola de tonalidade rubi/avioletada, o nariz apresenta-se muito complexo e jovem, com a fruta preta e delicadas notas balsâmicas e de couro bem integradas com diversas especiarias e tosta, além de subtis nuances terrosas e compota, na boca é um vinho encorpado, com bom volume e taninos firmes, revela um paladar algo seco e muito frutado, além de evidenciar sugestões de pimenta e algum vegetal, termina com um final de boca prolongado.

Classificação Pessoal: ......................................16.5
• Data da Prova: Março 2015

Classificação Paixão pelo Vinho - Wine Passion: .16.5
• Data da Revista: Janeiro 2015 / Março 2015

Classificação Revista dos Vinhos: ......................17
• Data da Revista: Novembro 2014

Classificação Wine - Essência do Vinho: .............17.5
• Data da Revista: Setembro 2014 / Outubro 2014

Classificação Revista dos Vinhos: ......................16
• Data da Revista: Março 2014

Rótulo: Das melhores uvas das castas de Touriga Nacional, Touriga Franca e Syrah, criou-se o Herdade da Pimenta Grande Escolha. Com 18 meses de estágio em barricas de carvalho francês e americano, este vinho complexo e elegante é o acompanhamento ideal para todo o tipo de carnes. O seu processo de desenvolvimento assenta num compromisso activo de sustentabilidade de que a nova adega da Casa Alexandre Relvas é o melhor exemplo, privilegiando os recursos naturais da região alentejana e utilizando a cortiça como revestimento.

Etiquetas: , , , , , ,

quinta-feira, 21 de janeiro de 2016

3890 - Cartuxa 2013 (Branco)



Região: DOC Alentejo
Castas: Antão Vaz e Arinto
Produtor: Fundação Eugénio de Almeida
Preço: Entre 7.5€ e 10€
Álcool: 12.5%
Enólogo: Pedro Baptista
Notas de Prova: Apresenta uma cor citrina e um nariz bem preenchido por aromas de fruta madura e delicadas notas florais acompanhadas por subtis nuances especiadas e tostadas, na boca é um vinho agradável, com uma acidez acima da média e uma estrutura bem interessante, no paladar destaca-se a fruta e suaves sugestões vegetais, além de um leve toque de baunilha, termina com um final de boca de comprimento relativamente expressivo.

Classificação Pessoal: ......................................15.5
• Data da Prova: Junho 2017

Classificação Pessoal: ......................................16
• Data da Prova: Junho 2016

Classificação Pessoal: ......................................15.5
• Data da Prova: Fevereiro 2016

Classificação Pessoal: ......................................16
• Data da Prova: Agosto 2015

Classificação Pessoal: ......................................16
• Data da Prova: Junho 2015

Classificação Pessoal: ......................................16
• Data da Prova: Março 2015

Rótulo: Estes vinhos associam a sua qualidade ao nome dos monges Cartuxos que desde 1598 levam uma vida solitária em oração no Convento de Santa Maria Scala Coeli, em Évora. O Cartuxa DOC Alentejo - Évora, branco 2013 tem por base as castas alentejanas Antão Vaz e Arinto. Vinificado em depósito de inox, seguido de estágio sobre borra fina durante cerca de 12 meses. Deve beber-se fresco (10-12ºC).

Etiquetas: , , , , ,

quarta-feira, 20 de janeiro de 2016

3889 - Dom Rafael 2013 (Branco)



Região: Regional Alentejo
Castas: Arinto e Antão Vaz
Produtor: Vinhos da Cavaca Dourada, SA
Preço: Entre 4€ e 7.5€
Álcool: 13.5%
Enólogo: Paulo Laureano
Notas de Prova: Cor amarelo palha e nariz agradavelmente preenchido por aromas cítricos e florais, acompanhados por breves notas de fruta tropical, na boca é um vinho muito agradável, com uma bela acidez e uma frescura sempre presente, conta com um paladar amplamente dominado pela fruta e por evidentes notas limonadas e termina com um comprimento e persistência acima da média.

Classificação Pessoal: ......................................16
• Data da Prova: Março 2015

Classificação Revista dos Vinhos: ......................16
• Data da Revista: Dezembro 2014

Rótulo: Este vinho utiliza as castas Arinto e Antão Vaz e é produzido na Adega da Herdade do Mouchão, a mais tradicional e antiga do Alentejo. Um vinho estruturado com ma acidez equilibrada e aromas de frutos tropicais.

Etiquetas: , , , , ,

Prova do Vinho tinto Vale da Mata Reserva 2011 (Out/2015)


No passado dia 06/10/2015, realizei uma Prova do vinho tinto Vale da Mata Reserva 2011 do produtor Herdade do Rocim, da região de Lisboa.

Gostaria de deixar aqui uma palavra de agradecimento ao Produtor Herdade do Rocim pelo interesse demonstrado em divulgar os seus vinhos no Blog Os Vinhos.

Vale da Mata Reserva 2011 (Tinto)

Região: Regional Lisboa
Castas: Touriga Nacional e Tinta Roriz
Produtor: Herdade do Rocim
Álcool: 13.5%
Enólogo: António Ventura e Catarina Vieira
Nota de Prova: Apresenta uma cor granada de forte intensidade e um nariz perfumado por aromas florais e de fruta vermelha agradavelmente envolvidos por breves notas terrosas e especiadas, num fundo rico em tosta, na boca é um muito vinho equilibrado, com uma estrutura interessante e um volume acima da média, revela taninos finos e um paladar dominado pela fruta preta e breves nuances vegetais e de barrica, o final de boca termina com um comprimento médio/longo.
Classificação Pessoal: 16.5

Etiquetas:

terça-feira, 19 de janeiro de 2016

3888 - Esporão 4 Castas 2013 (Tinto)



Região: Regional Alentejo
Castas: Aragonez, Alicante Bouschet, Tinta Miúda e Touriga Nacional
Produtor: Esporão S.A.
Preço: Entre 10€ e 12.5€
Álcool: 14.5%
Enólogo: David Baverstock e Luís Patrão
Notas de Prova: Cor rubi/avermelhada de média intensidade, o nariz sugere breves aromas florais e de fruta madura, misturados com delicadas notas vegetais e alguma tosta, na boca é um vinho equilibrado, com taninos firmes e uma estrutura mediana, conta com um paladar frutado e levemente especiado, além de evidenciar notas vegetais e algo terrosas, termina com um final de boca de expressão média.

Classificação Pessoal: ......................................15.5
• Data da Prova: Maio 2015

Classificação Revista dos Vinhos: ......................15.5
• Data da Revista: Abril 2015

Rótulo: Os limites da Herdade do Esporão mantêm-se inalterados há mais de 700 anos. Os nossos vinhos seguem a tradição secular da vitivinicultura alentejana, a sua diversidade de castas e técnicas de vinificação. Seguimos práticas de agricultura sustentável para obtermos vinhos de melhor qualidade, mais saudáveis e com um impacto ambiental mínimo. A colheita de 2013 caracterizou-se por uma primavera chuvosa seguida de um verão seco com temperaturas diurnas elevadas, permitindo alcançar boas maturações das castas que dão origem a este vinho. Vinificámos em separado 4 das melhores castas resultantes da colheita de 2013. A Touriga Nacional conferiu a frescura da flor de laranjeira, a Tinta Miúda as especiarias, o Aragonez atribui poder e estrutura, e o Alicante Bouschet concedeu intensidade e eqiolíbrio. Touriga Nacional: Vinha: Vinha do Cabeço Simão. Vindima: 4 de Setembro. Vinificação: Depósito roto-fermentativo. Estágio: 6 meses em carvalho americano. Aragonez: Vinha: Canto do Chavanco Seco. Vindima: 29 de Setembro. Vinificação: Depósito de inox. Estágio: 6 meses em carvalho francês. Alicante Bouschet: Vinha: Vinha do Monte. Vindima: 12 de Setembro. Vinificação: em lagares mecânicos. Estágio: 6 meses em inox. Tinta Miúda: Vinha: Fonte do Pinheiro. Vindima: 27 de Setembro. Vinificação: Depósito de inox. Estágio: 6 meses em carvalho americano.

Etiquetas: , , , , , , ,

segunda-feira, 18 de janeiro de 2016

3887 - Vidigueira Grande Escolha 2012 (Tinto)



Região: Regional Alentejo
Castas: Trincadeira e Alicante Bouschet
Produtor: Adega Cooperativa da Vidigueira, Cuba e Alvito, C.R.L.
Preço: Entre 7.5€ e 10€
Álcool: 14%
Enólogo: Luis Morgado Leão, José Martins da Fonseca e João Melícias
Notas de Prova: Cor rubi de média intensidade no centro e auróla de tonalidade avermelhada, o nariz revela aromas de fruta vermelha madura e alguma compota envolvida por frescas notas vegetais e diversas nuances de especiarias e de tosta, na boca é um vinho muito equilibrado, com taninos redondos e um volume agradável, conta com um paladar claramente dominado pela fruta e por sugestões de barrica misturadas com um leve toque vegetal e um imenso especiado, o final de boca apresenta um comprimento médio.

Classificação Pessoal: ......................................16
• Data da Prova: Março 2015

Rótulo: Escolhido entre os melhores tintos da colheita de 2012 tem por base as castas Trincadeira e Alicante Bouschet. De cor granada intensa, estagiou 12 meses em barricas de carvalho francês e americano. Muito complexo e frutado com notas de frutos compotados. No sabor é elegante, apesar de encorpado, com a madeira e a fruta em plena harmonia, o final é longo, persistente e levemente especiado. Servir a 18-20ºC. Acompanhe esta história que se desenrola em Atos.

Etiquetas: , , , , ,

domingo, 17 de janeiro de 2016

3886 - Dona Maria 2013 (Branco)



Região: Regional Alentejo
Castas: Viosinho, Arinto e Antão Vaz
Produtor: Júlio Tassara de Bastos
Preço: Entre 7.5€ e 10€
Álcool: 13%
Enólogo: Luís Duarte e Sandra Gonçalves
Notas de Prova: Cor amarelo esverdeado e nariz rico em aromas cítricos e vegetais, acompanhados por frescas notas de fruta madura e um delicado toque mineral, na boca é um vinho agradável, com uma acidez bem presente e um paladar dominado pela fruta, com subtis nuances vegetais e minerais a comporem o conjunto, o final de boca revela um comprimento médio.

Classificação Pessoal: ......................................15.5
• Data da Prova: Fevereiro 2015

Classificação Wine - Essência do Vinho: .............16
• Data da Revista: Julho 2014 / Agosto 2014

Classificação Revista dos Vinhos: ......................15.5
• Data da Revista: Julho 2014

Classificação Revista Escanção: ........................83*
• Data da Prova: Julho 2014 / Agosto 2014
* Classificação de 0-100


Classificação Revista Escanção: ........................90*
• Data da Prova: Março 2014 / Abril 2014
* Classificação de 0-100


Rótulo: Esta quinta criada em 1718, onde se produz o vinho à mais de cento e trinta anos e cuja sala de vinificação em lagares de mármore da época continua em actividade, foi oferecida por D. João V, em meados do século XVIII, a uma cortesã por quem estava perdido de amores. É essa senhora que dá o nome a este vinho branco, fresco, frutado e ao mesmo tempo persistente e equilibrado, produzido a partir das variedades Viosinho, Arinto e Antão Vaz.

Etiquetas: , , , , , ,

Prova do Vinho tinto Cabriz Colheita Seleccionada 2013 (Out/2015)


No passado dia 24/10/2015, realizei uma Prova do vinho tinto Cabriz Colheita Seleccionada 2013 do produtor Dão Sul - Sociedade Vitinícola, SA do Dão.

Gostaria de deixar aqui uma palavra de agradecimento ao Produtor Dão Sul - Sociedade Vitinícola, SA pelo interesse demonstrado em divulgar os seus vinhos no Blog Os Vinhos.

Cabriz Colheita Seleccionada 2013 (Tinto)

Região: DOC Dão
Castas:
Touriga Nacional, Tinta Roriz e Alfrocheiro
Produtor: Dão Sul - Sociedade Vitinícola, SA
Álcool: 13%
Enólogo: Osvaldo Amado
Nota de Prova: Cor rubi no centro e auréola com delicados tons avermelhados, o nariz sugere aromas florais e de fruta madura, além de um breve toque especiado, na boca é um vinho correcto, de prova fácil e estrutura simples, conta com um paladar frutado e ligeiramente tostado e termina com um final de boca de comprimento curto.
Classificação Pessoal: 14.5

sábado, 16 de janeiro de 2016

3885 - Herdade dos Grous 2013 (Branco)



Região: Regional Alentejo
Castas: Arinto, Roupeiro e Antão Vaz
Produtor: Herdade dos Grous
Preço: Entre 7.5€ e 10€
Álcool: 13%
Enólogo: Luís Duarte
Notas de Prova: Cor amarela e nariz agradavelmente frutado e limonado, amparado por delicadas notas vegetais, na boca é um vinho redondo, com uma acidez equilibrada e um paladar dominado pela fruta, com alguma doçura a marcar o conjunto, termina com um final de boca de comprimento de expressão média.

Classificação Pessoal: ......................................15.5
• Data da Prova: Abril 2015

Rótulo: Elegante, o Grou é venerado pela sua graça e beleza e pelas suas árduas migrações de longa distância. Produzido e engarrafado na Herdade dos Grous, a partir das castas Arinto, Roupeiro e Antão Vaz que em excelentes condições de maturação foram cuidadosamente vinificadas de forma a evidenciar a exuberância aromática das diferentes castas. Um vinho criado à semelhança do Grou. Deve ser servido à temperatura de 8º - 10ºC.

Etiquetas: , , , , , ,

sexta-feira, 15 de janeiro de 2016

3884 - Tapada do Chaves Reserva 2011 (Tinto)



Região: DOC Alentejo
Castas: Trincadeira, Aragonez e Alicante Bouschet
Produtor: Tapada do Chaves Sociedade Agrícola e Comercial, SA
Preço: Entre 12.5€ e 15€
Álcool: 15%
Enólogo: Orlando Lourenço
Notas de Prova: Cor granada intensa e nariz agradavelmente preenchido por frescos aromas de fruta vermelha e um delicado toque vegetal, num fundo mais especiado e que subtilmente faz lembrar notas de barro, na boca é um vinho delicado, com um corpo médio e taninos redondos, no paladar a fruta alia-se a evidentes notas apimentadas, acompanhadas por alguma madeira e por um breve toque vegetal, o final de boca termina com um comprimento médio.

Classificação Pessoal: ......................................15.5
• Data da Prova: Janeiro 2016

Classificação Revista dos Vinhos: ......................16.5
• Data da Revista: Abril 2015

Rótulo: Com as condições únicas do Alto Alentejo, Portalegre, produzimos, com uvas seleccionadas das castas Trincadeira, Aragonez e Alicante Bouschet, este vinho de elegância ímpar.

Etiquetas: , , , , , ,