• Pedro Rafael Barata
  • prtbarata@gmail.com
  • O objectivo deste Blog não é mais do que uma "Montra Pessoal" de vinhos provados. Visitem e Comentem!
  • Caro Produtor, se tem interesse em divulgar os seus vinhos no Blog Os Vinhos, clique aqui!
  •     
        
  • RSS







Todos os Vinhos Provados no Blog Os Vinhos (4220)
Todos os Vinhos Provados em Eventos de Provas de Vinhos (3483)

sexta-feira, 31 de janeiro de 2014

3019 - Esporão Verdelho 2012 (Branco)



Região: Regional Alentejo
Castas: Verdelho
Produtor: Esporão S.A.
Preço: Entre 7.5€ e 10€
Álcool: 14%
Enólogo: David Baverstock e Sandra Alves
Notas de Prova: Cor citrina com subtis apontamentos esverdeados, no nariz destacam-se os aromas florais envolvidos em delicadas sugestões de fruta tropical e alguns citrinos, na boca é um vinho equilibrado e fresco, com uma acidez agradável e uma elegância e vivacidade interessantes, conta com um paladar muito frutado e cítrico, apoiado em delicadas notas vegetais, o final de boca tem um comprimento e uma persistência médias.

Classificação Pessoal: ......................................15.5
• Data da Prova: Maio 2013

Classificação Wine - Essência do Vinho: .............15.5
• Data da Revista: Agosto 2013 / Setembro 2013

Classificação Paixão pelo Vinho - Wine Passion: .16.3
• Data da Revista: Junho 2013 / Julho 2013

Classificação Revista dos Vinhos: ......................16
• Data da Revista: Junho 2013

Classificação Revista dos Vinhos: ......................16
• Data da Revista: Maio 2013

Rótulo: Os limites da Herdade do Esporão datam de 1267, sendo propriedade da família Roquette desde 1973. Os nossos vinhos exploram a riqueza da tradição e dos terroirs alentejanos, a sua diversidade de castas e de técnicas de vinificação, em combinação com uma abordagem contemporânea e criativa. Para obter vinhos de melhor qualidade, mais saudáveis e com um impacto ambiental mínimo, produzimos tão próximo da natureza quanto possível. Verdelho 2012: Este vinho monovarietal pretende capturar a essência da casta Verdelho no terroir da Herdade do Esporão. A colheita de 2012 caracteriza-se por uma precipitação anual muito inferior à média, por um Verão quente com noites frescas, originando baixa produção mas oferecendo grande qualidade e concentração das uvas. Esta rara combinação costuma traduzir-se em grandes vinhos nesta região. A vinha foi plantada em 2001, na Herdade do Esporão, em solos pedrosos, com predominância de granito, xisto e basalto. A colheita e selecção dos cachos foi feita manualmente. Após prensagem em prensa pneumática e decantação estática do mosto, fermentou em cubas de inox a 14ºC. Para preservar a frescura, os 40.000 litros produzidos deste vinho foram engarrafados cedo, em Dezembro 2012.

Etiquetas: , , , , ,

3018 - Explicit 2010 (Tinto)



Região: Regional Alentejo
Castas: Alicante Bouschet e Syrah
Produtor: Sociedade Agrícola Jorge Rosa Santos e Filhos
Preço: Entre 10€ e 12.5€
Álcool: 15.5%
Enólogo: Frederico, Jorge e Vasco Santos
Notas de Prova: Cor rubi intensa e concentrada, no nariz destacam-se os seus frescos aromas de fruta negra envolvidos em atractivas notas de achocolatadas e de especiarias, num fundo mais tostado, na boca é um vinho denso, com garra e um corpo cheio, os taninos denotam alguma firmeza e o paladar conta com uma bela dose de fruta preta amparada por evidentes sugestões de especiarias, chocolate e um leve toque vegetal seco, o final de boca é prolongado.

Classificação Pessoal: ......................................16.5
• Data da Prova: Abril 2013

Rótulo: Familiar. Garrafa nº 1712. 5962 garrafas. Potencial de envelhecimento. Genuino. Vinha de encosta. Serra d'Ossa. 20 barricas. Primavera quente e canícula estival. Pequena exploração agrícola. Aroma de fruta preta, alperches, gengibre, florais, especiarias e xisto argiloso. Ataque enérgico e vigoroso, com fruta preta madura e alcaçuz. Lavoura tradicional. Solo esquelético muito pedregoso. Carmim intenso, limpo e atraente, de centro negro. Vindimado para caixas ao 4º dia de Setembro. Ribeira de Tera. Carvalho francês. Enologia de: Frederico, Jorge e Vasco. Sabores amplos, copioso e bem estruturado, taninos finos, longo e harmonioso. Disfrute e aprecie.

Etiquetas: , , , , ,

quinta-feira, 30 de janeiro de 2014

3017 - Monte da Ravasqueira 2012 (Rosé)



Região: Regional Alentejo
Castas: Touriga Nacional e Syrah
Produtor: Sociedade Agrícola D. Diniz, S.A.
Preço: Entre 4€ e 7.5€
Álcool: 13%
Enólogo: Pedro Pereira Gonçalves e Vasco Rosa Santos
Notas de Prova: Apresenta uma cor vermelha brilhante e um nariz muito aromático, onde as notas florais e a fruta vermelha, principalmente os morangos e as framboesas, dominam os aromas, na boca é um vinho fresco, com uma acidez correcta e uma doçura algo tímida, revela um paladar muito frutado e termina com um final de boca de comprimento curto/médio.

Classificação Pessoal: ......................................14.5
• Data da Prova: Abril 2013

Classificação Wine - Essência do Vinho: .............13
• Data da Revista: Outubro 2013 / Dezembro 2013

Classificação Revista dos Vinhos: ......................14
• Data da Revista: Junho 2013

Classificação Revista Escanção: ........................79*
• Data da Prova: Maio 2013 / Junho 2013
* Classificação de 0-100


Rótulo: Genuinamente alentejano, o Monte da Ravasqueira perpetua a experiência da cultura herdada; um ritmo de vida tranquilo, o gosto pelo convívio, a paixão pela gastronomia tradicional e a arte do vinho. Um fantástico ano 2012 e um perfeito equilíbrio das vinhas MR permitiram a estas 2 castas Touriga Nacional (55%) e Syrah (45%) a total expressão das suas características. Cheio de intensidade de notas morango e pétalas de rosa, estilo seco, com um equilíbrio e frescura bem presentes. Acompanha bem saladas, mariscos ou sozinho.

Etiquetas: , , , , ,

3016 - Fonte da Serrana Antão Vaz & Arinto 2012 (Branco)



Região: Regional Alentejo
Castas: Antão Vaz e Arinto
Produtor: Sociedade Agrícola D. Diniz, S.A.
Preço: Entre 2€ e 4€
Álcool: 12.5%
Enólogo: Pedro Pereira Gonçalves e Vasco Rosa Santos
Notas de Prova: Apresenta uma pálida cor citrina com delicados apontamentos esverdeados, o nariz revela aromas de fruta tropical madura e um ligeiro toque floral, na boca é um vinho correcto, fresco e com uma acidez mediana, o paladar revela evidentes notas cítricas e de fruta madura, terminando com um comprimento relativamente curto.

Classificação Pessoal: ......................................14
• Data da Prova: Abril 2013

Classificação Wine - Essência do Vinho: .............14
• Data da Revista: Março 2014 / Abril 2014

Classificação Revista dos Vinhos: ......................15.5
• Data da Revista: Agosto 2013

Classificação Wine - Essência do Vinho: .............14
• Data da Revista: Junho 2013 / Julho 2013

Classificação Revista dos Vinhos: ......................15
• Data da Revista: Junho 2013

Rótulo: Genuinamente alentejano, o Monte da Ravasqueira perpetua a experiência da cultura herdada; um ritmo de vida tranquilo, o gosto pelo convívio, a paixão pela gastronomia tradicional e a arte do vinho. Castas: Antão Vaz (85%) e Arinto (15%). Engarrafado jovem para manter toda a sua frescura, vibracidade e exuberância.

Etiquetas: , , , , ,

quarta-feira, 29 de janeiro de 2014

3015 - Monte da Ravasqueira 2012 (Branco)



Região: Regional Alentejo
Castas: Viognier, Alvarinho, Semillon e Arinto
Produtor: Sociedade Agrícola D. Diniz, S.A.
Preço: Entre 4€ e 7.5€
Álcool: 12.5%
Enólogo: Pedro Pereira Gonçalves e Vasco Rosa Santos
Notas de Prova: Cor amarela citrina e nariz delicadamente marcado por aromas florais e fruta tropical, aliados a um leve toque vegetal e cítrico, na boca é um vinho fresco, equilibrado e correcto, no paladar destaca-se a fruta e os citrinos, conta com uma acidez mediana e um final de boca de comprimento e persistência curtos/médios.

Classificação Pessoal: ......................................15
• Data da Prova: Abril 2013

Classificação Wine - Essência do Vinho: .............15.5
• Data da Revista: Março 2014 / Abril 2014

Classificação Revista dos Vinhos: ......................16
• Data da Revista: Agosto 2013

Classificação Wine - Essência do Vinho: .............16
• Data da Revista: Junho 2013 / Julho 2013

Classificação Revista dos Vinhos: ......................15.5
• Data da Revista: Maio 2013

Rótulo: Genuinamente alentejano, o Monte da Ravasqueira perpetua a experiência da cultura herdada; um ritmo de vida tranquilo, o gosto pelo convívio, a paixão pela gastronomia tradicional e a arte do vinho. Um fantástico ano 2012 e um perfeito equilíbrio das vinhas MR permitiram a estas 4 castas Viognier (30%), Alvarinho (30%), Semillon (25%) e Arinto (15%) a total expressão das suas características. Fresco e mineral, cheio de volume e persistência. Acompanha bem pastas e saladas, mariscos e carnes leves ou apenas sozinho.

Etiquetas: , , , , , , ,

Prova do Vinho tinto Quinta do Monte Bravo Grande Reserva 2008 (Out/2013)


No passado dia 22/10/2013, realizei uma Prova do vinho tinto Quinta do Monte Bravo Grande Reserva 2008 do produtor Francisco José Rodrigues do Douro

Gostaria de deixar aqui uma palavra de agradecimento à Distribuidora ViniParra pelo interesse demonstrado em divulgar este vinho no Blog Os Vinhos.

Quinta do Monte Bravo Grande Reserva 2008 (Tinto)

Região: DOC Douro
Castas: Vinhas Velhas, Touriga Nacional, Tinta Roriz, Touriga Franca e Tinta Barroca
Produtor: Francisco José Márcia Rodrigues
Álcool: 15.5%
Enólogo: Jean-Hugues Gros
Nota de Prova: Cor rubi de média intensidade e nariz agradavelmente preenchido por aromas florais e de fruta vermelha, envolvidos com um ligeiro toque vegetal e alguma barrica, na boca é um vinho atractivo, equilibrado e com um volume mediano, revela um paladar cheio de fruta madura e delicadas notas de madeira, especiarias e até um ligeiro toque achocolatado, o final de boca denota um comprimento e uma persistência ligeiramente acima da média.
Classificação Pessoal: 16.5

Etiquetas:

terça-feira, 28 de janeiro de 2014

3014 - Curral Atlântis Viosinho & Gouveio 2011 (Branco)



Região: Regional Açores
Castas: Viosinho e Gouveio
Produtor: Curral Atlântis - Sociedade Vitivinícola, Lda
Preço: Entre 4€ e 7.5€
Álcool: 13%
Enólogo: Maria Álvares
Notas de Prova: Cor amarelo citrino e nariz agradavelmente prrenchido por aromas florais e frutados, acompanhados por delicadas notas cítricas e algo minerais, na boca é um vinho fresco e equilibrado, com uma acidez agradável e um paladar frutado e citrino, o final de boca tem um comprimento e uma persistência médios.

Classificação Pessoal: ......................................15
• Data da Prova: Março 2013

Rótulo: -

Etiquetas: , , , , ,

segunda-feira, 27 de janeiro de 2014

3013 - Quinta da Jardinete Chardonnay 2011 (Branco)



Região: Regional Açores
Castas: Chardonnay
Produtor: Kristina Topic Rebelo
Preço: Entre 10€ e 12.5€
Álcool: 13%
Enólogo: Mário Rebelo
Notas de Prova: Cor amarela intensa e nariz algo fechado e discreto, com delicadas notas de fruta tropical madura, ananás, aliadas ligeiras notas de pêra, na boca é um vinho mais aromático, fresco e com alguma estrutura, revela um paladar frutado, algo salgado e com delicadas notas vegetais, o final de boca é mediano, quer em termos de comprimento, quer na persistência.

Classificação Pessoal: ......................................15.5
• Data da Prova: Março 2013

Rótulo: -

Etiquetas: , , , , ,

domingo, 26 de janeiro de 2014

3012 - Terrenus 2007 (Tinto)



Região: Regional Alentejo
Castas: Aragonez, Trincadeira e Alicante Bouschet
Produtor: Rui Reguinga, Lda
Preço: Entre 12.5€ e 15€
Álcool: 14%
Enólogo: Rui Reguinga
Notas de Prova: Cor granada intensa e nariz rico em notas de fruta madura acompanhadas por um delicado toque floral e finos aromas de especiarias e também um ligeiro apimentado, na boca é um vinho estruturado, com alguma evolução e uns taninos redondos, o paladar continua frutado, especiado e apimentado, terminando com um comprimento mediano.

Classificação Pessoal: ......................................16
• Data da Prova: Abril 2013

Classificação Wine - Essência do Vinho: .............17
• Data da Revista: Dezembro 2009

Classificação Wine - Essência do Vinho: .............17.5
• Data da Revista: Fevereiro 2009

Rótulo: Produzido a partir de pequenas vinhas localizadas na Serra de S. Mamede das castas Aragonez, Trincadeira e Alicante Bouschet. Estagiou durante 12 meses em barricas de carvalho francês. O vinho apresenta um aroma complexo e intenso, no paladar tem bom equilíbrio, boa frescura e final suave e persistente. Rui Reguinga winemaker.

Etiquetas: , , , , , ,

Prova do Vinho espumante Domingos Soares Franco Colecção Privada Moscatel Roxo Rosé 2012 (Out/2013)


No passado dia 19/10/2013, realizei uma Prova do vinho espumante Domingos Soares Franco Colecção Privada Moscatel Roxo Rosé 2012 do produtor José Maria da Fonseca Vinhos, S.A. da região de Península de Setúbal.

Gostaria de deixar aqui uma palavra de agradecimento ao produtor José Maria da Fonseca Vinhos, S.A. pelo interesse demonstrado em divulgar os seus vinhos no Blog Os Vinhos.

Domingos Soares Franco Colecção Privada Moscatel Roxo Rosé 2012 (Espumante)

Região: Regional Península de Setúbal
Castas:
Moscatel Roxo
Produtor: José Maria da Fonseca Vinhos, S.A.
Álcool: 12.5%
Enólogo: Domingos Soares Franco
Nota de Prova: Cor salmão de média intensidade e nariz marcado por elegantes e frescas notas florais e alguma fruta, na boca é um vinho fresco, de bolha relativamente pequena e paladar frutado e com uma boa acidez, o final de boca tem um comprimento de boca curto/mediano.
Classificação Pessoal: 15.5

Etiquetas:

sábado, 25 de janeiro de 2014

3011 - Torais 2011 (Branco)



Região: Regional Alentejo
Castas: Arinto, Antão Vaz e Verdelho
Produtor: Sociedade Agrícola de Torais, Lda
Preço: Entre 4€ e 7.5€
Álcool: 14%
Enólogo: Diogo Campilho
Notas de Prova: Cor amarela citrina e nariz bem preenchido por notas de fruta madura e um delicado toque de barrica, num fundo mais cítrico, na boca é um vinho suave e fresco, com uma acidez mediana, conta com um paladar frutado, com a madeira bem vincada, o final de boca tem um comprimento médio.

Classificação Pessoal: ......................................15
• Data da Prova: Março 2013

Classificação Paixão pelo Vinho - Wine Passion: .15.5
• Data da Revista: Novembro 2012 / Dezembro 2012

Classificação Wine - Essência do Vinho: .............15.5
• Data da Revista: Setembro 2012

Classificação Revista dos Vinhos: ......................15
• Data da Revista: Agosto 2012

Rótulo: Foi a partir das castas Antão Vaz, Arinto e Verdelho, vindimadas à mão e cuidadosamente seleccionadas, com passagem breve por madeira de carvalho francês. Enólogo responsável - Diogo Campilho. Deve ser consumido a temperaturas entre 8º e 10ºC.

Etiquetas: , , , , , ,

sexta-feira, 24 de janeiro de 2014

3010 - Quinta de Sant'Ana Riesling 2011 (Branco)



Região: Regional Lisboa
Castas: Riesling
Produtor: Quinta de Sant'Ana do Gradil, Lda
Preço: Entre 7.5€ e 10€
Álcool: 12.5%
Enólogo: António Maçanita
Notas de Prova: Não foi possível a Prova devido ao efeito TCA (cheiro a rolha).






Classificação Pessoal: ......................................0
• Data da Prova: Abril 2013

Classificação Revista dos Vinhos: ......................15
• Data da Revista: Janeiro 2013

Classificação Wine - Essência do Vinho: .............16
• Data da Revista: Dezembro 2012

Rótulo: Aromas a limão e toranja, muito mineral; na boca uma explosão de fruta com notas de limão, pera e vegetal. Um vinho puro, concentrado, com a acidez certa.

Etiquetas: , , , , ,

3009 - Dona Berta Reserva Especial 2009 (Tinto)



Região: DOC Douro
Castas: Tinta Roriz, Touriga Nacional, Touriga Franca, Tinta Barroca e Tinto Cão
Produtor: Hernâni Verdelho
Preço: Entre 12.5€ e 15€
Álcool: 14%
Enólogo: Virgílio Loureiro
Notas de Prova: Cor intensa, quase opaca no centro e uma auréola violácea, no nariz destacam-se os seus finos e elegantes aromas de frutos silvestres, envolvidos numa excelente mineralidade e em delicadas sugestões florais, resinosas e de diversas especiarias, na boca é um vinho estruturado, muito encorpado e complexo, mas ao mesmo tempo sedutor e fresco, conta com um paladar cheio de fruta preta, muito mineral e onde a barrica aparece muito bem integrada, o final de boca é longo e persistente.

Classificação Pessoal: ......................................16.5
• Data da Prova: Abril 2013

Classificação Wine - Essência do Vinho: .............17
• Data da Revista: Fevereiro 2011

Rótulo: A colheita de 2009 no Douro Superior foi normal, proporcionando uvas sãs, equilibradas e bem maduras. A vinificação das castas Tinta Roriz, Touriga Nacional, Touriga Franca, Tinta Barroca e Tinto Cão, dez-se em separado, como é norma da casa, e os vinhos resultantes estagiaram em madeira durante um ano antes de se fazer o lote final. Mais uma vez se conseguiu manter o estilo da marca e de terroir de Freixo de Numão, que mereceu o reconhecimento da certificação do Douro com a nota máxima. Fazemos votos para que tenha tanto prazer em bebê-lo como nós em fazê-lo.

Etiquetas: , , , , , , , ,

quinta-feira, 23 de janeiro de 2014

3008 - Ribbonwood Pinot Gris 2011 (Branco)



Região: Nova Zelândia
Castas: Pinot Gris
Produtor: Ribbonwood Wines
Preço: Entre 12.5€ e 15€
Álcool: 14%
Enólogo: Andrew Hedley
Notas de Prova: Apresenta uma cor amarela delicada e um nariz agradavelmente preenchido por notas de fruta madura, nomeadamente pêra, acompanhadas por delicadas sugestões minerais e até fumadas, na boca é um vinho equilibrado, muito fresco e com uma acidez viva, conta com um paladar frutado e mineral, terminando com um comprimento e uma persistência acima da média.

Classificação Pessoal: ......................................16
• Data da Prova: Março 2013

Classificação Revista Escanção: ........................82*
• Data da Prova: Janeiro 2013 / Fevereiro 2013
* Classificação de 0-100


Rótulo: We planted our first Ribbonwood, New Zealand's tallest native decidous tree, beside our winery back in 1998. Like our wines, these trees are of strong Marlborough character and unique to New Zealand.

Etiquetas: , , , , ,

quarta-feira, 22 de janeiro de 2014

3007 - Quinta das Carrafouchas 2011 (Branco)



Região: Regional Lisboa
Castas: Arinto
Produtor: Maria Veneranda da Costa Cannas
Preço: Entre 4€ e 7.5€
Álcool: 12%
Enólogo: Hugo Mendes
Notas de Prova: Cor amarelo citrino e nariz rico em notas florais e fruta fresca, com delicados apontamentos vegetais e minerais, na boca é um vinho equilibrado, atractivo e com uma agradável acidez, no paladar destaca-se a fruta madura acompanhada por alguns citrinos, o final de boca é muito fresco e com uma persistência interessante.

Classificação Pessoal: ......................................15.5
• Data da Prova: Março 2013

Rótulo: Feito a partir da casta Arinto, 70% fermentou e estagiou em cubas de inox e 30% em barricas novas de carvalho francês e americano. Vinho fresco e de acidez viva, tem forte pendor gastronómico, pelo que deve ser servido a temperaturas entre os 11 e 13ºC.

Etiquetas: , , , , ,

Carlos Lucas - #daowinelover - White Day no Restaurante Claro! (Abr/2013)


No passado dia 20/04/2013, fui convidado a marcar presença no Evento #daowinelover - white Day, que decorreu no Restaurante Claro! em Paço de Arcos, situado no Hotel Solar das Palmeiras.

Esta prova de vinhos foi organizada pelos Bloggers Miguel Pereira (Blog Pingamor) e Rui Miguel (Blog Pingas no Copo) e contou com a presença de 10 Produtores do Dão:
- Álvaro Castro
- Dão Sul - Sociedade Vitinícola, SA
- José Joaquim da Silva Perdigão
- Magnum - Carlos Lucas, Vinhos Lda
- O Abrigo da Passarela, Lda
- Quinta do Sobral - Eng. Com. Vinhos, Lda
- Quinta dos Roques - Vitivinicultura e Agropecuária, Lda
- Sociedade Agrícola Boas Quintas, Lda
- Sociedade Agro Pecuária da Quinta de Darei, Lda
- Sogrape Vinhos de Portugal, SA.


De seguida apresento os vinhos e respectivas notas de prova, do Produtor Magnum - Carlos Lucas, Vinhos Lda.

Jardim da Estrela 2012 (Branco)

Região: DOC Dão
Castas:
Malvasia Fina, Bical e Encruzado
Produtor: Magnum - Carlos Lucas, Vinhos Lda
Álcool: 13%
Enólogo: Carlos Lucas e Lúcia Freitas
Nota de Prova: Apresenta uma cor de tonalidade amarelo pálida e um nariz cheio de fruta tropical e notas florais, num fundo delicadamente citrino e mineral, na boca é um vinho correcto, equilibrado e com uma acidez mediana, conta com um paladar cheio de fruta e notas cítricas, o final de boca é curto, de comprimento e persistência.
Classificação Pessoal: 14.5
Ribeiro Santo 2012 (Branco)

Região: DOC Dão
Castas:
Encruzado e Malvasia Fina
Produtor: Magnum - Carlos Lucas, Vinhos Lda
Álcool: 13.5%
Enólogo: Carlos Lucas
Nota de Prova: Cor palha e nariz dominado pela fruta tropical, por sugestivas notas de baunilha e um ligeiro toque mineral, na boca é um vinho agradável, com um paladar mais vegetal e limonado que frutado, revela alguma secura e uma acidez interessante, o final de boca é médio de comprimento e de persistência correcta.
Classificação Pessoal: 15
Ribeiro Santo Vinha da Neve 2011 (Branco)

Região: DOC Dão
Castas:
Encruzado
Produtor: Magnum - Carlos Lucas, Vinhos Lda
Álcool: 13.5%
Enólogo: Carlos Lucas
Nota de Prova: Cor delicada e citrina, nariz fino, muito elegante e cheio de aromas minerais, tosta e baunilha, num fundo mais limonado, na boca é um vinho estruturado, profundo e seco, além de volumoso e harmonioso, conta com um paladar dominado pela fruta madura e por sugestivas notas de barrica, num fundo mais mineral, o final de boca é longo e persistente.
Classificação Pessoal: 17

Etiquetas:

terça-feira, 21 de janeiro de 2014

3006 - Solar dos Lobos Touriga Nacional 2010 (Tinto)



Região: Regional Alentejo
Castas: Touriga Nacional
Produtor: Solar dos Lobos
Preço: Entre 7.5€ e 10€
Álcool: 13.5%
Enólogo: António Silveira e Susana Esteban
Notas de Prova: Cor rubi de média intensidade e nariz marcado pelas notas florais acompanhadas por alguma fruta vermelha, na boca é um vinho equilibrado, redondo e de estrutura média, conta com um paladar frutado, mais especiado e floral, com suaves nuances de barrica a conferirem alguma complexidade ao conjunto, o final de boca é mediano.

Classificação Pessoal: ......................................15.5
• Data da Prova: Abril 2013

Classificação Revista dos Vinhos: ......................15.5
• Data da Revista: Julho 2013

Rótulo: -

Etiquetas: , , , , ,

segunda-feira, 20 de janeiro de 2014

3005 - Quinta dos Poços Reserva 2009 (Tinto)



Região: DOC Douro
Castas: Touriga Nacional, Tinta Roriz e Touriga Franca
Produtor: Sociedade Agrícola José Mesquita Guimarães, Lda
Preço: Entre 10€ e 12.5€
Álcool: 14.5%
Enólogo: Pedro Sequeira e António Rosa
Notas de Prova: Apresenta uma cor avermelhada e um nariz delicado, onde as notas florais e vegetais e também de fruta vermelha se envolvem com um subtil toque de barrica, na boca é um vinho fresco, equilibrado e de estrutura média, taninos redondos e um paladar frutado e algo especiado, o final de boca tem um comprimento curto/médio e uma persistência correcta.

Classificação Pessoal: ......................................15.5
• Data da Prova: Abril 2013

Rótulo: Castas: Touriga Nacional, Tinta Roriz e Touriga Franca. Aspecto: Cor rubi intensa. Nariz: Aroma fino, com sugestões a fruta madura, envolvida em subtis notas de café e ligeiro tostado. Boca: Os taninos estão cheios de vigor, garantindo estrutura e prometendo longevidade em garrafa. Temperatura de serviço: 16ºC - 18ºC. Acompanhamento: Ideal com pratos de carne estufada, caça ou com queijos curados.

Etiquetas: , , , , , ,

domingo, 19 de janeiro de 2014

3004 - Torais Reserva 2007 (Tinto)



Região: Regional Alentejo
Castas: Cabernet Sauvignon, Aragonez e Syrah
Produtor: Sociedade Agrícola de Torais, Lda
Preço: Entre 20€ e 25€
Álcool: 14%
Enólogo: Diogo Campilho e Pedro Pinhão
Notas de Prova: Cor rubi intensa e nariz cheio de fruta vermelha madura e evidentes notas de diversas especiarias, bem como um delicado toque achocolatado e tostado, na boca é um vinho encorpado, elegante e profundo, conta com uns taninos polidos e um volume muito agradável, no paladar destacam-se as notas apimentadas e a fruta preta, integradas em delicadas sugestões de barrica, em relação ao final de boca é prolongado e persistente.

Classificação Pessoal: ......................................16.5
• Data da Prova: Março 2013

Classificação Revista dos Vinhos: ......................17
• Data da Revista: Novembro 2010

Rótulo: -

Etiquetas: , , , , , ,

Prova do Vinho tinto Terra a Terra Reserva 2010 (Out/2013)


No passado dia 14/10/2013, realizei uma Prova do Vinho tinto Terra a Terra Reserva 2010 do produtor Quanta Terra da região do Douro.

Gostaria de deixar aqui uma palavra de agradecimento ao Produtor Quanta Terra - Sociedade de Vinhos, Lda pelo interesse demonstrado em divulgar os seus vinhos no Blog Os Vinhos.

Terra a Terra Reserva 2010 (Tinto)

Região: DOC Douro
Castas:
Touriga Nacional, Touriga Franca e Tinta Roriz
Produtor: Quanta Terra - Sociedade de Vinhos, Lda
Álcool: 14.5%
Enólogo: Celso Pereira e Jorge Alves
Nota de Prova: Apresenta uma bonita cor rubi de média concentração e um nariz rico em aromas florais e de frutos silvestres e negros, num fundo mais especiado e tostado, na boca é um vinho delicado e equilibrado, com uma complexidade interessante e taninos redondos, conta com um paladar cheio de fruta madura e diversas especiarias, terminando com um comprimento e persistência ligeiramente acima da média.
Classificação Pessoal: 16

Etiquetas:

sábado, 18 de janeiro de 2014

3003 - Curral Atlântis 2011 (Branco)



Região: Mesa Açores
Castas: Arinto, Verdelho, Chardonnay e Malvasia
Produtor: Curral Atlântis - Sociedade Vitivinícola, Lda
Preço: Entre 2€ e 4€
Álcool: 12.5%
Enólogo: Maria Álvares
Notas de Prova: Cor citrina delicada e nariz fresco e relativamente aromático, onde as notas cítricas e minerais formam um conjunto delicado, na boca é um vinho de fácil prova, correcto e com uma acidez mediana, revela um paladar citrino e ligeiramente frutado, terminando de uma forma curta.

Classificação Pessoal: ......................................14
• Data da Prova: Março 2013

Rótulo: Este vinho distingue-se pelo seu carácter Citrino, fresco, com intensa mineralidade. Envolve-nos com a sua irreverência e juventude.

Etiquetas: , , , , , , ,

sexta-feira, 17 de janeiro de 2014

3002 - Stanley Chardonnay 2011 (Branco)



Região: Regional Lisboa
Castas: Chardonnay
Produtor: Fundação Stanley Ho
Preço: Entre 7.5€ e 10€
Álcool: 12.5%
Enólogo: Paolo Fiuza Nigra
Notas de Prova: Cor amarela de tonalidade dourada e nariz marcado por notas tostadas e abaunilhadas agradavelmente integradas com delicados aromas de fruta madura, na boca é um vinho equilibrado, com alguma estrutura e um corpo com bom volume, o paladar revela uma fruta imensa aliada a delicadas notas citrinas, amanteigadas e tostadas, o final de boca tem um comprimento médio/longo.

Classificação Pessoal: ......................................16
• Data da Prova: Março 2013

Classificação Revista dos Vinhos: ......................16
• Data da Revista: Outubro 2012

Rótulo: Os vinhos da Fundação Stanley Ho correspondem a uma vontade de divulgar um produto de qualidade, produzido na sua propriedade, na zona de Sintra. O clima suave e ameno desta zona permite maturações completas, lentas e progressivas, condições ideiais para a produção de uvas de elevada qualidade. Produzido unicamente da casta Chardonnay, vinificada a baixas temperaturas, apresenta um bouquet distinto muito intenso com as notas aromáticas típicas da casta, corpo elegante e final refrescante. Servir fresco entre 8º - 10ºC a acompanhar pratos de peixe, mariscos ou mesmo saladas. Período máximo de guarda cinco anos.

Etiquetas: , , , , ,

quinta-feira, 16 de janeiro de 2014

3001 - Quinta da Lapa Syrah 2010 (Tinto)



Região: Regional Tejo
Castas: Syrah
Produtor: Agrovia Sociedade Agro-Pecuária, S.A.
Preço: Entre 7.5€ e 10€
Álcool: 13.5%
Enólogo: Jaime Quendera e Carlos Sardinha
Notas de Prova: Cor rubi intensa e um nariz rico em aromas de fruta preta combinada com delicadas notas apimentadas, achocolatadas e também vegetais, na boca é um vinho equilibrado, com uma estrutura mediana e uns taninos redondos, o paladar confirma a fruta preta madura, bem como delicadas especiarias, o final de boca tem um comprimento e uma persistência médios.

Classificação Pessoal: ......................................15.5
• Data da Prova: Março 2013

Classificação Revista dos Vinhos: ......................15
• Data da Revista: Abril 2013

Rótulo: A Quinta da Lapa existe há 300 anos, em solo argilo-calcário, na zona do "Bairro" da região do Tejo. A assinatura dos vinhos define-se pelo seu Terroir, cujo micro-clima continental e marítimo confere aos vinhos uma excelente frescura natural e longevidade. Elaborado a partir da casta Syrah, estagia durante 12 meses em meias pipas de carvalho Francês e Americano. Aroma com notas de frutos pretos e especiarias típicas do Syrah, bom volume de boca com taninos presentes, mas macios e final longo. Pode ser harmonizado com pratos de carnes vermelhas, pato, caça ou porco assado. Sendo um produto natural, pode vir a apresentar algum depósito. Deve ser consumido à temperatura de 16-18ºC, num prazo de 8 anos. Enólogo Jaime Quendera.

Etiquetas: , , , , ,

quarta-feira, 15 de janeiro de 2014

3000 - Duorum 2011 (Tinto)



Região: DOC Douro
Castas: Touriga Franca, Touriga Nacional e Tinta Roriz
Produtor: Duorum Vinhos, SA
Preço: Entre 7.5€ e 10€
Álcool: 13.5%
Enólogo: José Maria Soares Franco
Notas de Prova: Apresenta um cor rubi de tonalidade violácea, no nariz destacam-se as notas florais misturadas com frescos aromas de fruta negra e um delicado toque tostado e especiado, na boca é um vinho equilibrado, com taninos redondos e um volume agradável, no paladar confirma-se a qualidade e a frescura da fruta, muito bem integrada com delicadas sugestões apimentadas e de barrica, termina com um final de boca de comprimento médio/longo.

Classificação Pessoal: ......................................16
• Data da Prova: Abril 2013

Classificação Revista dos Vinhos: ......................16.5
• Data da Revista: Maio 2013

Rótulo: Duorum, em latim "de dois", simboliza a vontade de unir a minha actividade de enólogo a João Portugal Ramos. Duorum exprime todo o terroir da fantástica região do Douro, resultante da interacção da natureza e do trabalho do homem. Representa tudo o que esta região me ensinou ao longo da minha vida professional. José Maria Soares Franco Winemaker.

Etiquetas: , , , , , ,

Prova de Vinhos Wine & Soul (Quinta da Manoella e Pintas) na Wine O'Clock (Out/2013)


No passado dia 11/10/2013 na Garrafeira Wine O'Clock em Lisboa, teve lugar a Apresentação dos vinhos Quinta da Manoella e Pintas do produtor Wine & Soul do Douro.
Esta prova foi efectuada com a degustação de 6 vinhos, 5 tintos e 1 porto.


Prova comentada pelo Produtor e Enólogo Jorge Serôdio Borges.

Manoella 2011 (Tinto)

Região: DOC Douro
Castas: Touriga Nacional, Touriga Franca, Tinta Roriz e Tinta Francisca
Produtor: Wine & Soul, Lda
Álcool: 14.5%
Enólogo: Sandra Tavares da Silva e Jorge Serôdio Borges
Nota de Prova: Cor rubi de concentração média/alta no centro e uma fina auréola violacea, o nariz revela evidentes aromas de frutos silvestres acompanhados por sugestivas notas florais e ainda um delicado toque vegetal e especiado, na boca é um vinho encorpado e elegante, onde denota uma interessante complexidade e volume, conta com um paladar cheio de fruta madura e com a madeira muito subtil, o final de boca é prolongado.
Classificação Pessoal: 17
Pintas Character 2011 (Tinto)

Região: DOC Douro
Castas: Vinhas Velhas
Produtor: Wine & Soul, Lda
Álcool: 14.5%
Enólogo: Sandra Tavares da Silva e Jorge Serôdio Borges
Nota de Prova: Apresenta uma cor rubi intensa e concentrada, o nariz revela aromas de fruta bem madura, envolvidas em atractivas notas especiadas e algum floral, num fundo marcado pela barrica, na boca é um vinho muito equilibrado, com taninos finos e relativamente firmes e um volume intenso, no paladar destaca-se a fruta, as atractivas notas de pimenta e também a madeira, de qualidade, o final de boca é prolongado e persistente.
Classificação Pessoal: 17
Quinta da Manoella Vinhas Velhas 2011 (Tinto)

Região: DOC Douro
Castas: Vinhas Velhas
Produtor: Wine & Soul, Lda
Álcool: 14.5%
Enólogo: Sandra Tavares da Silva e Jorge Serôdio Borges
Nota de Prova: Apresenta uma bonita cor rubi de tonalidade violeta, o nariz revela uma elegância e uma fineza de aromas notável, com os aromas florais e de frutos do bosque muito bem envolvidos com a barrica e um delicado toque balsâmico, na boca é um vinho harmonioso e envolvente, além de muito encorpado e volumoso, revela um paladar cheio de fruta madura, barrica de grande qualidade e taninos sedosos, o final de boca é longo e de enorme persistência.
Classificação Pessoal: 17.5
Pintas 2011 (Tinto)

Região: DOC Douro
Castas: Vinhas Velhas
Produtor: Wine & Soul, Lda
Álcool: 14.5%
Enólogo: Sandra Tavares da Silva e Jorge Serôdio Borges
Nota de Prova: Apresenta uma cor intensa e concentrada e um nariz de uma elegância ímpar, cheio de fruta vermelha madura, aromas florais e vegetais, além de sugestivas notas minerais, imensas especiarias e apontamentos de barrica de grande qualidade, na boca é um vinho sedutor, envolvente, muito fresco e de grande volume, o paladar revela fruta muito bem integrada com a barrica e com diversas notas de especiarias, o final de boca é muito longo e de enorme persistência.
Classificação Pessoal: 18.5
M.O.B. 2011 (Tinto)

Região: DOC Dão
Castas: Touriga Nacional, Jaen, Baga e Alfrocheiro
Produtor: Moreira, Olazabal e Borges, Lda
Álcool: 12.5%
Enólogo: Jorge Moreira, Francisco Olazabal e Jorge Serôdio Borges
Nota de Prova: Cor rubi avermelhada e nariz fino, onde a frescura das notas florais se mistura com envolventes aromas de fruta vermelha e algumas especiarias e notas resinosas, na boca é um vinho muito fresco, puro e com taninos redondos, o paladar está dominado pela fruta vermelha bem madura e por elegantes e subtis nuances de barrica, o final de boca tem um comprimento e uma persistência muito interessantes.
Classificação Pessoal: 16.5
Pintas Vintage 2009 (Porto)

Região: Douro
Castas: Várias
Produtor: Wine & Soul, Lda
Álcool: 20%
Enólogo: Sandra Tavares da Silva e Jorge Serôdio Borges
Nota de Prova: Cor rubi praticamente opaca no centro e um brilhante rebordo de tonalidade violácea, o nariz revela notas de frutos silvestres envolvidas com delicadas nuances florais, alguma compota e um leve toque vegetal, na boca é um vinho muito jovem, envolvente e onde a fruta madura se destaca, revela ainda uma certa doçura e taninos polidos, temrinando com um final de boca persistente.
Classificação Pessoal: 17

Etiquetas:

terça-feira, 14 de janeiro de 2014

2999 - Quinta das Carrafouchas 2009 (Tinto)



Região: Regional Lisboa
Castas: Touriga Nacional e Aragonez
Produtor: Maria Veneranda da Costa Cannas
Preço: Entre 4€ e 7.5€
Álcool: 13.5%
Enólogo: Hugo Mendes
Notas de Prova: Apresenta uma cor de tonalidade rubi e um nariz agradavelmente fresco, onde as notas de fruta vermelha madura e um intenso floral surgem bem apoiados em delicadas notas de tosta, na boca é um vinho equilibrado e guloso, com um volume e uma estrutura de expressão média, no paladar a fruta domina claramente o conjunto, apoiada em delicadas notas vegetais e de especiarias, o final de boca tem um comprimento mediano.

Classificação Pessoal: ......................................15.5
• Data da Prova: Abril 2013

Classificação Revista dos Vinhos: ......................15
• Data da Revista: Maio 2013

Classificação Revista dos Vinhos: ......................15.5
• Data da Revista: Outubro 2011

Rótulo: Resultante da selecção das uvas Touriga Nacional e Aragonez, o Quinta das Carrafouchas, fermentou em lagares de inox e 60% estagiou 6 meses em barricas de carvalho francês e americano. apresentando um perfeito equilíbrio entre as notas de fruta e de madeira, deve ser consumido a temperaturas entre os 16 e os 18ºC.

Etiquetas: , , , , ,

2998 - Guru 2011 (Branco)



Região: DOC Douro
Castas: Viosinho, Rabigato, Códega do Larinho e Gouveio
Produtor: Wine & Soul, Lda
Preço: Entre 20€ e 25€
Álcool: 12%
Enólogo: Sandra Tavares da Silva e Jorge Serôdio Borges
Notas de Prova: Cor amarelo pálido e nariz muito elegante, onde os aromas tostados e minerais se fundem com as notas de citrinos, fruta madura e um leve fumado e floral, num fundo mais especiado e onde a barrica revela subtileza e muita qualidade, na boca é um vinho fino, seco e ao mesmo tempo cremoso, denota uma bela estrutura e um volume intenso, no paladar destaca-se a fruta madura e um certo limonado, com as sugestões de madeira muito bem integradas, formando um conjunto sedutor e personalizado que termina com um final de boca de comprimento e persistência bem prolongados.

Classificação Pessoal: ......................................17
• Data da Prova: Setembro 2014

Classificação Revista dos Vinhos: ......................17
• Data da Revista: Dezembro 2012

Classificação Wine - Essência do Vinho: .............17.5
• Data da Revista: Dezembro 2012

Rótulo: Douro. Cima Corgo. Vale do Pinhão. Vinho branco. Viosinho, Rabigato, Códega do Larinho, Gouveio. Engarrafado em 2012. Vinha com 50 anos. 5.600 garrafas 750ml. 200 magnums. Enólogos: Sandra Tavares da Silva e Jorge Serôdio Borges.

Etiquetas: , , , , , , ,

segunda-feira, 13 de janeiro de 2014

2997 - Frei Gigante 2011 (Branco)



Região: Regional Açores
Castas: Arinto dos Açores, Verdelho e Terrantez
Produtor: Cooperativa Vitivinícola da Ilha do Pico, C. R. L.
Preço: Entre 4€ e 7.5€
Álcool: 13.5%
Enólogo: Maria Álvares
Notas de Prova: Apresenta uma cor amarela com delicados apontamentos dourados, no nariz destacam-se os aromas de fruta tropical envolvidos em delicadas notas minerais e florais, na boca é um vinho fresco, equilibrado e relativamente seco, conta com um paladar muito frutado e mineral, apoiado em delicadas notas vegetais e até salgadas, termina com um final de boca com um comprimento médio e uma persistência agradável.

Classificação Pessoal: ......................................15.5
• Data da Prova: Abril 2013

Classificação Pessoal: ......................................16
• Data da Prova: Abril 2014

Classificação Revista dos Vinhos: ......................16
• Data da Revista: Janeiro 2013

Rótulo: A História atribui a Frei Pedro Gigante o cultivo das primeiras cepas na Ilha do Pico, no final do século XV. As castas que se adaptaram melhor - Arinto, Verdelho e Terrantez - continuam a ser plantadas nas fissuras da lava basáltica e a ser protegidas da salsugem do mar pelos muros dos currais. O trabalho é árduo para que a paisagem da vinha continue a ser o orgulho dos picarotos, que fizeram uma obra colossal reconhecida pela Unesco como Património Cultural da Humanidade. O vinho, delicadamente perfumado, fresco e surpreendente na boca, é o espelho de um terroir perfeito, no meio do atlântico, que o saber dos frades, o suor dos picarotos e a enologia do séc. XXI tornaram único no mundo. Servir a 10º - 12ºC.

Etiquetas: , , , , , ,

domingo, 12 de janeiro de 2014

2996 - Quinta da Bica Vinhas Velhas 2007 (Tinto)



Região: DOC Dão
Castas: Vinhas Velhas, Touriga Nacional, Baga, Alvarelhão, Jaen e Rufete
Produtor: Quinta da Bica Sociedade Agrícola, Lda
Preço: Entre 10€ e 12.5€
Álcool: 14%
Enólogo: Vines & Wines
Notas de Prova: Apresenta uma cor granada de tonalidade avermelhada, o nariz revela evidentes aromas de fruta vermelha envolvidos com frescas notas florais e vegetais, num fundo subtilmente marcado pela madeira e por um ligeiro apimentado, na boca é um vinho com algum corpo e uma estrutura presente, conta com taninos finos e um paladar onde sobressai a sua componente floral e especiada, além da fruta vermelha, o final de boca tem um comprimento prolongado.

Classificação Pessoal: ......................................16
• Data da Prova: Setembro 2014

Classificação Pessoal: ......................................16.5
• Data da Prova: Outubro 2013

Classificação Revista Escanção: ........................84*
• Data da Prova: Julho 2014 / Agosto 2014
* Classificação de 0-100


Classificação Wine - Essência do Vinho: .............17
• Data da Revista: Outubro 2013 / Dezembro 2013

Classificação Revista dos Vinhos: ......................16.5
• Data da Revista: Abril 2013

Rótulo: A Quinta da Bica está na nossa família desde o século XVII e desde então, se produz vinho aqui. A qualidade e singularidade dos vinhos da Quinta, desde sempre reconhecidas, constituíram um forte estímulo para a criação da Região Demarcada do Dão em 1908, em que teve um papel activo João Sacadura Botte, nosso trisavô. Enólogo: Paulo Nunes. Estágio: Carvalho Francês. Castas: Conjunto de castas autóctones destacando-se Touriga Nacional, Baga, Alvarelhão, Jaen e Rufete. Este vinho só é produzido em anos de excepção e só enta no mercado após 5 anos de estágio.

Etiquetas: , , , , , , , , , , ,

Dão Sul - #daowinelover - White Day no Restaurante Claro! (Abr/2013)


No passado dia 20/04/2013, fui convidado a marcar presença no Evento #daowinelover - white Day, que decorreu no Restaurante Claro! em Paço de Arcos, situado no Hotel Solar das Palmeiras.

Esta prova de vinhos foi organizada pelos Bloggers Miguel Pereira (Blog Pingamor) e Rui Miguel (Blog Pingas no Copo) e contou com a presença de 10 Produtores do Dão:
- Álvaro Castro
- Dão Sul - Sociedade Vitinícola, SA
- José Joaquim da Silva Perdigão
- Magnum - Carlos Lucas, Vinhos Lda
- O Abrigo da Passarela, Lda
- Quinta do Sobral - Eng. Com. Vinhos, Lda
- Quinta dos Roques - Vitivinicultura e Agropecuária, Lda
- Sociedade Agrícola Boas Quintas, Lda
- Sociedade Agro Pecuária da Quinta de Darei, Lda
- Sogrape Vinhos de Portugal, SA.


De seguida apresento os vinhos e respectivas notas de prova, do Produtor Dão Sul - Sociedade Vitinícola, SA.

Cabriz Colheita Seleccionada 2012 (Branco)

Região: DOC Dão
Castas:
Cerceal, Encruzado, Bical e Malvasia Fina
Produtor: Dão Sul - Sociedade Vitinícola, SA
Álcool: 12.5%
Enólogo: Osvaldo Amado
Nota de Prova: Cor citrina, com delicados reflexos esverdeados, o nariz revela-se delicado e acima de tudo floral, secundado por subtis notas de citrinos e fruta madura, na boca é um vinho fácil, com uma acidez mediada e um paladar mais citrino que frutado, termina com um final de boca curto.
Classificação Pessoal: 14.5
Casa de Santar 2012 (Branco)

Região: DOC Dão
Castas:
Encruzado e Cerceal Branco
Produtor: Dão Sul - Sociedade Vitinícola, SA
Álcool: 12.5%
Enólogo: Osvaldo Amado
Nota de Prova: Cor citrina e nariz agradavelmente composto por aromas de fruta tropical, além de notas florais e um leve toque vegetal, na boca é correcto e equilibrado, onde o paladar denota agradáveis sensações de fruta, o final de boca tem um comprimento e persistência médios.
Classificação Pessoal: 14.5
Cabriz Encruzado 2012 (Branco)

Região: DOC Dão
Castas:
Encruzado
Produtor: Dão Sul - Sociedade Vitinícola, SA
Álcool: 13%
Enólogo: Osvaldo Amado
Nota de Prova: Cor citrina pálida e levemente esverdeada, o nariz revela sugestivos aromas de fruta tropical, além de um ligeiro toque floral e abaunilhado, na boca é um vinho com um volume médio, alguma estrutura e um paladar rico em notas minerais, vegetais e de fruta tropical madura, termina com um final de boca agradável, de comprimento médio e muito fresco.
Classificação Pessoal: 15.5
Condessa de Santar 2011 (Branco)

Região: DOC Dão
Castas:
Cerceal, Encruzado e Arinto
Produtor: Dão Sul - Sociedade Vitinícola, SA
Álcool: 13.5%
Enólogo: Pedro de Vasconcellos e Souza
Nota de Prova: Cor citrina e nariz fino e elegante, onde as atractivas notas de fina tosta e elegantes e perfumados aromas minerais e citrinos, formam um conjunto envolvente e até complexo, na boca é um vinho harmonioso, cremoso e elegante, conta com um paladar gordo, muito frutado, especiado e até tostado, terminando com um final de boca longo e persistente.
Classificação Pessoal: 17
Paço dos Cunhas de Santar Vinha do Contador 2011 (Branco)

Região: DOC Dão
Castas:
Encruzado, Malvasia Fina e Cerceal
Produtor: Dão Sul - Sociedade Vitinícola, SA
Álcool: 13%
Enólogo: Osvaldo Amado
Nota de Prova: Cor citrina pálida e nariz fino, muito mineral, tostado e frutado, com alguma dose de baunilha e subtis apontamentos de lima, na boca é um vinho muito elegante, profundo e sedoso, conta com um paladar atractivo, com uma forte componente vegetal e cítrica, além de delicadas sugestões de fruta madura e tosta, termina com um final de boca algo seco e de comprimento e persistência prolongados.
Classificação Pessoal: 17.5
Four C 2010 (Branco)

Região: DOC Dão
Castas:
Encruzado, Viosinho, Bical e Antão Vaz
Produtor: Dão Sul - Sociedade Vitinícola, SA
Álcool: 13.5%
Enólogo: Carlos Lucas e Lúcia Freitas
Nota de Prova: Apresenta uma cor citrina e um nariz muito elegante, com delicados e sugestivos aromas tostados e minerais, num fundo citrino, frutado e acima de tudo mineral, na boca é um vinho untuoso, muito cremoso e complexo, revela um paladar muito mineral, cheio de fruta e delicadas notas cítricas, termina de uma forma muito persistente e prolongada.
Classificação Pessoal: 17.5
Outono de Santar Colheita Tardia 2011 (Branco)

Região: DOC Dão
Castas:
Encruzado
Produtor: Dão Sul - Sociedade Vitinícola, SA
Álcool: 12.5%
Enólogo: Osvaldo Amado
Nota de Prova: Cor citrina intensa e nariz muito jovem, onde os aromas cítricos se misturam com alguma fruta tropical madura e delicadas sugestões de frutos secos, nomeadamente avelãs, na boca é um vinho correcto, com uma ligeira doçura e um paladar melado e frutado, além de evidenciar notórias sugestões de laranja cristalizada e alguma lima, o final de boca tem um comprimento de expressão curta/média.
Classificação Pessoal: 15

Etiquetas: